Segundo a Polícia Civil, o corpo de Edson Neris Barbosa dos Santos, suspeito de ter estuprado e assassinado sua enteada, de 2 anos, na cidade de Salvador, foi encontrado na noite de segunda (21), na rodovia BA-526, às margens da cidade Simões Filho.

A confirmação pericial da identidade se deu na terça-feira (22). A Polícia Civil ainda não tem informações sobre a autoria do homicídio. Além disso, informou que Edson tinha um mandado de prisão em aberto.

A menina faleceu no domingo (20), depois de sofrer estupro e agressões físicas.

Jéssica Silva, a mãe da menina, relatou que o homem entregou sua filha já enrolada em um pano, na rua, depois de ligar para ela avisando que sua filha não estava bem. Após entregá-la, ele fugiu.

Vendo o estado em que a menina se encontrava, a mãe da menina levou-a até uma UPA com a ajuda de um vizinho. No entanto, ela acabou morrendo antes de chegar ao local.

Os médicos confirmaram para a mãe que, além de agredida, a garota havia sido estuprada.

Após isso, Jéssica começou a conversar com Edson pelo WhatsApp para descobrir seu paradeiro e foi aconselhada pelos policiais a mentir, dizendo para ele que a menina não havia morrido, encorajando-o assim a ir até ao hospital falar com Jéssica para que pudesse assim ser preso. A ideia não funcionou e, chegando em casa, ela também não conseguiu encontrá-lo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Política

A criança foi enterrada ontem (22) de manhã, mas a mãe, no entanto, não compareceu por iniciativa de seus parentes.

Jéssica disse que vem sofrendo ameaças de linchamento por pessoas que acreditam que ela tenha permitido que o homem fizesse isso com a filha.

Segundo relatos, eles já estavam juntos há um ano e sete meses e passaram a morar juntos há pelo menos um ano. Confessou ter sido agredida por Edson uma vez, porém não prestou queixa.

Já em relação à criança, disse que o homem apenas reclamava de atitudes da menina.

Os crimes praticados contra a menina estão sendo investigados pela 2ª Delegacia de Homicídios de Salvador.

Vídeo da execução de Edson circula nas redes sociais

Um parente da menina que foi morta confirmou que o homem que aparece em um vídeo sendo torturado e morto na noite de segunda (21) é mesmo Edson. No vídeo ele aparece nu e com um machucado na cabeça.

Os homens que aparecem no vídeo dizem fazer parte da facção BDM (Bonde Do Maluco) e dirigem vários xingamentos humilhantes ao homem.

Em outra parte do vídeo, outro rapaz diz que ele vai morrer, enquanto outro integrante da facção bate em seu rosto. E completam dizendo que pessoas que mexem com crianças e estupradores eles matam.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo