Uma das testemunhas que presenciou o acidente que vitimou o jornalista Ricardo Boechat na tarde desta segunda-feira (11), em São Paulo, deu detalhes impressionantes sobre a queda do helicóptero. Em uma das imagens que circulam na internet ela aparece tentando abrir a porta do caminhão, que foi atingido pela aeronave.

A vendedora Leilaine da Silva, de 29 anos, estava em uma moto quando presenciou o Acidente.

Ela contou que viu o jornalista saltar do helicóptero, porém o aparelho acabou caindo por cima dele e explodindo em seguida. “Ele pulou na pista, caiu no chão e o helicóptero caiu em cima dele”, disse a testemunha, que prestou depoimento no 46º Distrito Policial, que investiga o caso. Segundo ela, o piloto seguiu dentro do helicóptero.

“Eu acho que poderia ter feito mais alguma coisa e não me deixaram”, lamentou a vendedora.

“Eu devia ter corrido lá e puxado ele”, seguiu. Ela lembra ainda que na hora do acidente passava ao lado do caminhão e quase foi atingida pelo helicóptero. Ela acredita que o jornalista teria sobrevivido se o aparelho não tivesse caído em cima dele. “Não tinha o que fazer, mas ele estava vivo”, lembra.

Leilaine, que seguia junto com o marido para a cidade de Cajamar, passou pelo local na hora do acidente e entendendo que nada poderia fazer para salvar os ocupantes do helicóptero, tentou ajudar o motorista do caminhão, que ainda estava preso na cabine.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Mulher

Nas imagens, ela tenta abrir a porta do veículo, mas sem conseguir, pede ajuda para outras pessoas. A gravação é encerrada com ela ainda tentando puxar a porta.

Velório será aberto ao público

O velório do jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, será realizado no Museu da Imagem e do Som (MIS) a partir das 22 horas desta segunda-feira (11) e será aberto ao público. A cerimônia será até às 14 horas de terça-feira (12) e posteriormente o corpo será cremado, porém, a pedido da família, não foi divulgado em qual cemitério isso ocorrerá.

Logo pela manhã, o jornalista havia participado do programa matinal da rádio Band News e depois foi no mesmo helicóptero acidentado até Campinas, no interior de São Paulo, onde deu uma palestra de cerca de 40 minutos para funcionários de uma empresa.

Ele retornava para a sede da Bandeirantes mas altura do quilômetro 7 do Rodoanel, na alça de acesso da Rodovia dos Bandeirantes, quando tentou pousar após apresentar falhas e quando se aproximava do solo foi atingido pelo caminhão, que havia acabado de sair de uma praça de pedágio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo