No dia 24 de fevereiro dois idosos de 86 e 84 anos que estavam vivendo em condições completamente desumanas foram resgatados. Os irmãos estavam passando fome, em meio a entulhos e parasitas. Ambos estavam isolados em um vilarejo do município de Santo Antônio de Leverger, conhecido como Vale Abençoado, que fica cerca de 35 km de Cuiabá, capital do Mato Grosso.

Como os dois estão com idade avançada, estava complicado para eles manterem funções rotineiras. Os irmãos estão sofrendo com uma visão muito limitada por causa de uma catarata avançada. Por causa de patologias graves na coluna, André é incapaz de ficar ereto.

Já Abílio enfrenta sérios problemas auditivos, e os dois sofrem com hipertensão.

Após denúncias, coordenadora do Creas mobiliza equipe

A denuncia foi feita para a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Carla Ito, que diante a situação decidiu ir até o local. Segundo informações publicadas pelo G1 a coordenadora ficou muito assustada com a situação. Lá ela descobriu que eles tinham apenas açúcar, feijão e arroz para se alimentar. O estado dos colhões era espantoso, pois estavam repletos de vermes. Os remédios estavam todos vencidos. A residência inteira tinha mau cheiro e os irmãos ficaram sem tomar banho por vários meses.

Diante da situação ela precisou mobilizar uma equipe. Dessa forma todas as medidas possíveis para auxiliar os dois idosos foram tomadas.

Foram os profissionais do Creas que encontraram os irmãos durante a execução do projeto Ribeirinho Cidadão. Há mais de vinte anos os irmãos Abílio Rodrigues da Silva e André Rodrigues estava morando sozinhos no local.

André e Abílio foram encaminhados ao local em que os atendimentos estavam sendo realizados em Vale Abençoado. Lá eles receberam atendimento médico e passaram por uma avaliação.

A equipe também checou todos os documentos deles. Inclusive os benefícios da aposentadoria. A denúncia que a coordenadora recebeu é que alguns familiares estavam sacando os recursos e não faziam o repasse para Abílio e André.

Plano psicossocial

Na intenção de elaborar um plano psicossocial, a equipe do Creas retornou à residência dos idosos no dia 27 de fevereiro.

A intenção da equipe é poder auxiliar nos próximos trâmites legais que serão realizados pelo Ministério Público Estadual.

É o Poder Judiciário do Estado de Mato Groso, aliado à Defensoria Pública e outros parceiros, que procura fazer com que a população ribeirinha do baixo pantanal possa ter uma vida mais digna, com justiça e acesso aos serviços de saúde.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!