O benefício de aposentadoria por invalidez de Alexandre Vita, de 47 anos, saiu nesta quinta-feira (7). Mas ele não poderá receber. Alexandre foi morto há quatro dias, supostamente por ter desligado o sinal de wi-fi e ter irritado o vizinho que usava a internet de graça e o esfaqueou. O crime aconteceu na cidade de Ourinhos, cerca de 371 quilômetros de São Paulo. O homem foi esfaqueado, não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. A morte causou grande comoção.

Morte por motivo fútil

De acordo com relatos de Ana Paula, namorada de Vita, ao site G1, Alexandre passou o final de semana do Carnaval na casa dela.

Quando voltou para casa, foi assassinado a golpes de faca por Evandro Leonardo de Paula, de 31 anos, de acordo com a Polícia Civil.

O motivo foi fútil: Alexandre teria deixado o sinal wi-fi de sua casa desligado e Evandro ficou o fim de semana sem utilizar a internet. De acordo com Ana Paula, o namorado emprestava a senha para Evandro utilizar. Eles não eram amigos e Evandro pagava quando podia. Segundo Ana Paula, ele pagou apenas uma ou duas vezes e não era cobrado. Alexandre dizia que quando ele pudesse, pagaria.

Alexandre trabalhava como inspetor de alunos em uma escola primária. O homem apresentava problemas crônicos no quadril e as dores fortes que sentia o impediam de trabalhar. Por este motivo, estava afastado da função havia três anos.

O pedido de aposentadoria feito ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) demorou para sair e só ficou disponível quando Alexandre já havia morrido. Apesar do problema de saúde, Alexandre sempre lidava com bom humor com a situação, de acordo com depoimento de seu irmão ao G1. Ele fazia piadas com todo mundo, inclusive consigo mesmo.

As dores intensas no quadril causavam espasmos em Alexandre, que andava com dificuldades.

Ele recebia injeções em uma clínica de Marília para amenizar a dor. De acordo com o irmão, ele esperou todos esses anos pelo benefício. Alexandre planejava utilizar o dinheiro que receberia da aposentadoria para arrumar a casa próxima de onde a namorada, Ana Paula, morava.

Ele morava sozinho e namorava Ana Paula havia sete anos. O homem tinha um casal de filhos do relacionamento anterior e uma das filhas está grávida de quatro meses.

Alexandre seria avô pela primeira vez e estava ansioso por este momento especial.

Segundo Ana Paula, a paixão de Alexandre era a moto, que deixou de ser usada após o problema crônico no quadril. Ana disse ainda que todo mundo gostava de Alexandre, porque ele era uma pessoa dócil e maravilhosa.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!