Nesta quarta (27), a Polícia Federal prendeu dezesseis passageiros que viajavam no navio Costa Favolosa. A embarcação seguia para a Europa e os passageiros carregavam 300 kg de cocaína em suas malas. Na operação, dez brasileiros foram detidos. Além deles, também foram presos três franceses e três belgas. Quando a prisão ocorreu, o navio havia feito uma escala no Porto de Santos. A intenção dos suspeitos era levar a droga para a Europa, uma vez que esta embarcação estava encerrando a temporada de cruzeiros no Brasil e iniciando a travessia do Oceano Atlântico.

Os responsáveis pela segurança do navio conseguiram identificar as drogas nas malas despachadas pelos passageiros, por meio de escâneres. Ao todo, foram detidos oito homens e oito mulheres, com menos de 30 anos de idade. Assim que conseguiram localizar os passageiros, a equipe do porto e a Polícia Federal os desembarcaram e os levaram para uma unidade dentro do próprio terminal de passageiros do cais, a fim de que prestassem esclarecimentos.

A unidade da PF para a qual o grupo foi encaminhado localiza-se na margem direita do porto, na região de Outeirinhos, na cidade de Santos, São Paulo. O navio tem capacidade para quase cinco mil pessoas e não precisou ser retido. A Polícia autorizou que ele seguisse viagem no começo da noite.

Segundo informações, existiam dezesseis tabletes de droga, repartidos igualmente, em cada bagagem apreendida.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Fofocas

Depois de interrogados pelo delegado da Polícia Federal, os detidos foram levados ao Centro de Detenção Provisória no município de São Vicente, que fica próximo a Santos e aguardam a data de audiência de custódia, a ser definida pela Justiça Federal.

Primeira ocorrência em vinte anos de funcionamento

O terminal de passageiros do Porto de Santos já funciona há vinte anos e essa foi a primeira vez que uma ocorrência desse tipo foi registrada.

Não há indícios de que parte da tripulação ou funcionários do Porto estejam envolvidos na tentativa de tráfico de drogas internacional, frustrada pela polícia.

A companhia responsável pela embarcação declarou que, ao tomar conhecimento do fato, imediatamente acionou as autoridades, seguindo os protocolos de segurança. No entanto, não foram divulgados mais detalhes do ocorrido para não atrapalhar as investigações.

A companhia ainda garante que permanece auxiliando nas investigações para que a situação seja esclarecida.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo