Os efeitos do temporal que ocorreu em Guaratiba, no Rio de Janeiro, não foram sentidos apenas por humanos. Os animais da zona oeste do Rio também têm sofrido com a chuva, e seus donos, além de terem que correr para salvar seus bens materiais, têm corrido para tentar salvá-los também.

Um dono de um criatório de galinhas da região precisou colocar os animais em cima de seu telhado, para tentar salvá-los da inundação. Mesmo com todo o esforço, ele contou que perdeu dez ou doze galinhas. O homem também disse que todos os seus galinheiros saíram do lugar e, dentro de casa, teve perda total.

Na vizinhança também havia donos de bodes que fizeram a mesma coisa. Na tentativa de salvar os animais, os moradores colocaram os bodes em cima do telhado. Entre outros estragos, um caminhoneiro que passava pela rua abandonou o seu veículo em razão da quantidade de água que entrou no motor. Já na zona sul, uma família faz campanha para encontrar a cadela Gaia, que foi levada com o temporal.

Não bastasse isso, a cidade ainda tem que ter cuidado.com os jacarés que saem para buscar esconderijos. Esses répteis fogem quando as lagoas se alagam e buscam abrigos em lugares inusitados da cidade. Tanto na zona oeste como na Barra da Tijuca, moradores já fizeram relatos de terem visto os animais passando.

O biólogo Ricardo Freitas orienta à população para que mantenha uma distância segura do animal e ligue imediatamente para os bombeiros, pois o animal solto e fora de seu habitat natural é um risco para as pessoas e para ele mesmo.

Cadela é levada pela enxurrada

A cadela Gaia, da raça labrador, foi arrastada pela enxurrada logo após o muro da casa de seus donos ser derrubado devido à forte chuva.

A cadela morava no Jardim Botânico, zona sul do Rio e já tem catorze anos de idade. Seus donos têm feito campanha na rede social e esperam encontrar Gaia, que está praticamente surda e não responde aos chamados. A dona de Gaia informou ao G1 que já recebeu um telefonema de um morador que disse ter visto a cadela na região da Vila do Jockey.

Deslizamento de terra na Rocinha

Na região da Rocinha, houve um forte deslizamento de terra que chegou a soterrar uma casa, nesta terça-feira (9). Segundo informações, não houve nenhum ferido. Os moradores contam que o deslizamento ocorreu muito rápido e só tiveram tempo de chamar a vizinha e correr.

Já na zona sul, sete pessoas morreram por causa da enxurrada e na zona oeste, três. Diversas imagens mostram carros embaixo d'água, além de destruição em vários pontos da cidade.

Ainda na manhã desta quarta-feira (10) o Rio vive em estágio de crise. O salto, até a tarde desta terça-feira (8), por conta das chuvas era de dez pessoas mortas.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Siga a página Natureza
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!