Nesta última quarta-feira (21), o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), como tem feito nas últimas semanas, parou na saída do Palácio da Alvorada para dar declarações aos jornalistas, e como se vê quase sempre nesses encontros com a imprensa, Bolsonaro deu mais uma declaração polêmica.

Ao comentar sobre as recentes queimadas que estão ocorrendo nos estados do Amazonas e Rondônia, o presidente afirmou (sem nenhuma prova que desse apoio às suas suspeitas) que ONGs poderiam estar por trás da depredação do meio ambiente.

Ele ainda cogitou a possibilidade de acionar os ministérios da Defesa, Meio Ambiente e Justiça para que investiguem a participação de ONGs nas queimadas que estão ocorrendo no Brasil.

Ongueiros

Para Bolsonaro, os ativistas do meio ambiente fazem uma campanha contra seu Governo e, por isto, os 'ongueiros', termo que ele usou para se referir aos ativistas do meio ambiente, estariam por trás das queimadas.

Ele prosseguiu dizendo que 40% da verba destinada para o meio ambiente iria parar nas mãos das ONGs.

Esta foi a justificativa do presidente da República para dizer que as organizações não governamentais estariam fazendo queimadas para, nas palavras de Jair Bolsonaro, "chamar a atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil".

E seguindo seu ataque contra às ONGs,Bolsonaro afirmou que elas "perderam a boquinha" e também levantou a hipótese de que as mesmas pessoas que registraram em vídeos as queimadas ocorridas recentemente na Amazônia, seriam os próprios responsáveis por atear fogo nas florestas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

Fundo Amazônia

Bolsonaro voltou a falar sobre o bloqueio dos recursos do Fundo Amazônia, em que a Alemanha e a Noruega repassavam verbas para o governo brasileiro.

Semana passada o governo norueguês anunciou o corte de R$ 133 milhões por conta de discordâncias com a política do governo voltada para o meio ambiente.

O presidente disse que fará todo o possível para combater as queimadas e voltou a cogitar a participação de ONGs nessas queimadas.

"Vamos ver quem é o possível responsável pelo crime. Mas, no meu entender, há interesse dessas ONGs, que representam interesses de fora do Brasil", disse.

Para Bolsonaro, existem até mesmo governadores coniventes com os incêndios na Amazônia. Ele afirmou que existem estados da região Norte do país em que governadores não estão fazendo nenhum esforço para combater os incêndios e que estão até mesmo gostando do que está acontecendo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo