Por volta das 21h45 da última quinta-feira (12), o Corpo de Bombeiros realizou uma varredura no hospital Badim, atingido por um incêndio. O objetivo da varredura foi verificar se ainda haviam pacientes dentro do hospital. Na tarde desta sexta-feira (13), o diretor do hospital, Fabio Santoro, afirmou que o incêndio deixou 11 mortos.

Com o objetivo de ajudar a localizar possíveis pacientes que ainda estivessem no local, os bombeiros usaram lanternas.

A necessidade se deu devido ao fato de que a energia elétrica do Hospital Badim foi cortada assim que o incêndio teve início.

Até as 21h45, os médicos e demais funcionários do hospital permaneceram na porta. Por volta das 22h05, alguns aplausos foram ouvidos vindos do Hospital Badim, em decorrência da retirada de alguns pacientes ainda com vida do local.

O vice-governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), afirmou que durante a varredura inicial os bombeiros pretendiam fazer a retirada de oito pacientes.

No momento em que o vice-governador se pronunciou, três pessoas que precisavam da ajuda de aparelhos, uma vez que estavam entubadas, já haviam sido removidas do local e ainda havia planos de que outras cinco fossem retiradas em breve do hospital incendiado.

Ainda de acordo com Cláudio Castro, o Corpo de Bombeiros informou que o total de 69 pessoas foram resgatadas do Hospital Badim e transportadas em ambulâncias pertencentes ao estado do Rio de Janeiro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Hospital certificado

Durante o resgate das vítimas do incêndio, o Corpo de Bombeiros emitiu um comunicado comentando o seu papel no regaste dos pacientes da unidade de saúde. Nesse comunicado, a corporação comentou que o Hospital Badim possui o certificado de aprovação do CBMRJ.

O Corpo de Bombeiros ainda comentou que cabe aos responsáveis pela unidade de saúde a manutenção e a verificação dos dispositivos de segurança relacionados a incêndios.

O incêndio no Hospital Badim teve início por volta das 19h da última quinta-feira. Na ocasião em que o fogo começou a se espalhar, o total de 103 pessoas estava internada na unidade hospitalar. Devido a isso, alguns médicos, enfermeiros e também os bombeiros começaram a acomodar os pacientes em uma creche localizada no entorno do hospital. Alguns dos pacientes também foram colocados em colchões na calçada para esperar a chegada das ambulâncias responsáveis por realizar a transferência.

As equipes de bombeiros responsáveis por atender à ocorrência supracitada pertencem ao quartel da Tijuca e ao da Vila Isabel, ambos localizados na zona norte do Rio de Janeiro.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo