No último domingo (8), Aline Silva Dantas saiu de casa para comprar fraldas e não retornou. Na quarta-feira (11), a jovem de 19 anos foi encontrada morta em um matagal na cidade de Alumínio, no interior de São Paulo. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado pelas autoridades. Entretanto, a análise do corpo de Aline leva a crer que a jovem tentou se defender de agressões sofridas antes de sua morte.

A delegada responsável pelo caso, Luciane Bachir, concedeu uma entrevista à TV TEM, afiliada da Globo na região, para falar do caso. Bachir pertence à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da cidade de Sorocaba, também no interior de São Paulo. De acordo com ela, Aline Dantas foi localizada pelos cães farejadores da Polícia. A jovem foi encontrada sem as roupas e embaixo de uma pilha de madeira.

O seu corpo estava parcialmente carbonizado.

De acordo com Luciane Bachir, ainda não se sabe o motivo para as lesões de defesa apresentadas na vítima. Além disso, as razões para a existência de algumas marcas no corpo da jovem também não foram determinadas. Destacam-se uma mancha no pescoço de Aline e uma lesão em sua mão, consistentes com uma tentativa de defesa.

O corpo de Aline foi encontrado em uma mata que cerca uma região residencial, localizada na Vila Santa Luzia.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

De acordo com as autoridades, a identificação do corpo foi possibilitada por alguns traços da vítima, bem como por fragmentos da roupa utilizada por ela na ocasião do desaparecimento.

Durante a sua entrevista à TV TEM, a delegada responsável pelo caso ainda ressaltou que está sendo investigada a possibilidade de violência sexual. Entretanto, ainda é necessário esperar o resultado dos exames para confirmar essa ocorrência.

A jovem foi vista pela última vez ao deixar a sua casa para ir até a farmácia, local no qual pretendia comprar fraldas para a filha, um bebê de apenas um ano e nove meses. Ela deixou a residência a pé e não foi vista novamente até que o seu corpo foi encontrado. Desde o domingo, diversas equipes de busca se dedicaram a encontrar Aline Dantas.

Câmeras de monitoramento

Maria Zuleide Silva, a mãe de Aline, afirmou que a jovem não possuía o hábito de sair sozinha.

Em geral, as suas saídas se resumiam a algumas idas à igreja em nas demais ocasiões, Aline estava sempre acompanhada por algum de seus familiares.

Por meio de algumas imagens, obtidas através de câmeras de segurança do comércio local, foi possível ver Aline apenas alguns minutos antes de seu desaparecimento. Nas filmagens, ela aparece entrando na farmácia. Outras câmeras mostram a jovem andando pelas ruas da cidade.

Em todas as ocasiões em que foi filmada, Aline estava sozinha.

De acordo com informações da polícia, no ato da compra das fraldas, a jovem fez uso de um cartão corporativo do marido. Entretanto, o pagamento foi recusado porque o cartão estava desativado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo