O deslizamento de uma barreira ocorrido na madrugada desta terça-feira (24), provocou a morte de sete pessoas, todas da mesma família que estavam reunidas para passar o Natal, e deixou outras três feridas, no bairro Dois Unidos, zona norte do Recife.

Não chovia na hora do acidente e, segundo moradores, a ruptura de dois canos de água da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) é apontada como causa da tragédia, ocorrida por volta das 2h30. Ainda de acordo com os populares, o encanamento se rompeu por volta das 2h.

Duas casas foram atingidas pela barreira e um dos vizinhos relatou os momentos de desespero para tentar resgatar as vítimas soterradas. “Quando eu cheguei, estava a casa destruída, entrei em desespero”, disse Marco Antonio, que ajudou no resgate. “Começamos a cavar e tirar os destroços de cima”, seguiu.

Uma equipe técnica da Compesa foi enviada até o local para fazer a apuração do que pode ter acontecido. Uma equipe da Defesa Civil de Recife também se deslocou até o local do acidente.

O Corpo de Bombeiros divulgou uma nota onde afirma ainda não ser possível detectar as causas do deslizamento.

A Compesa também emitiu uma nota, onde informa que foi noticiada do deslizamento por volta das 3 horas e o abastecimento de água foi interrompido logo após a empresa tomar ciência do acidente. “Imediatamente o sistema que abastece a localidade foi desligado”, disse um trecho da nota.

Os últimos corpos, os de duas mulheres, foram localizados pouco antes do meio-dia com a ajuda de cães farejadores.

Quem são as vítimas

Todas as vítimas do deslizamento eram da mesma família, que estava reunida para passarem o Natal. Morreram na tragédia Emanuel Henrique de França, de 25 anos, sua esposa Érica Virgínia, de 19 anos, e o filho do casal, Erick Júnior, de apenas dois meses.

As outras vítimas são Lucimar Alves, de 50 anos, sua neta Daffyne Kauane Alves, de nove anos, além de Claudia Bezerra, de 47 anos, e Lia de Oliveira, de 45 anos.

Já os feridos são Luiz Tadeu Costa, de 56 anos, e que após ser encaminhado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Nova Descoberta recebeu alta no início da manhã. Cristina Gomes da Silva, de 43 anos, esposa de Luiz Tadeu, segue internada no Hospital da Restauração com escoriações e seu quadro clínico é estável. O casal dormia na hora do deslizamento e Luiz conta que foi preciso tirar uma parede de cima dele para que ele pudesse ser restado.

A outra ferida é Otoniel Simião da Silva, de 57 anos, foi encaminhado para a UPA de Nova Descoberta, e seu estado de saúde não foi divulgado. Ele é marido de Lucimar, uma das vítimas fatais do deslizamento, e cunhado de Cristina.

Não perca a nossa página no Facebook!