Ainda no dia 6 de janeiro de 2020, um bebê de apenas oito meses acabou morto em um abrigo da cidade de Nova Iguaçu, localizada na Baixada Fluminense.

O bebê foi vítima de sarampo, representando o primeiro caso fatal da doença no estado do Rio de Janeiro nos últimos 20 anos. Os dados foram obtidos por meio do jornal O Globo e fornecidos a ele diretamente pela Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro.

Após o falecimento da criança citada, duas outras chegaram a contrair o vírus. Além delas, uma funcionária do abrigo também manifestou a doença, mas todos eles foram curados.

Sobre o bebê que acabou falecendo, é possível afirmar que ele se chama David Gabriel dos Santos. A criança chegou a dar entrada no Hospital Geral de Nova Iguaçu, ainda em 22 de dezembro de 2019.

Na ocasião, apresentava um quadro de pneumonia. Entretanto, quinze dias após a internação, acabou morrendo em decorrência do sarampo, que somente foi confirmado por meio de exames realizados durante a autópsia do corpo. É possível afirmar que, segundo O Globo, foram feitos dois testes diferentes para assegurar que se tratava mesmo da doença citada.

Secretário de saúde faz apelo aos pais

Ao comentar a respeito do caso, o secretário estadual de saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, chegou a afirmar que as crianças do abrigo de Nova Iguaçu foram vacinadas ainda no ano passado. Entretanto, o bebê que acabou falecendo possuía menos de seis meses de idade, o que fez com que ele não pudesse passar pela imunização.

Ainda durante a sua fala, Edmar Santos fez questão de destacar a importância de que todas as pessoas sejam vacinadas.

De acordo com ele, essa é uma forma de proteger não somente a si mesmo, mas também àqueles que ainda não podem ter acesso à vacina, como o pequeno David.

O secretário de saúde ainda aproveitou a ocasião para pedir aos pais de crianças para que tentem não acreditar nas notícias falsas que leem a respeito dos prejuízos causados por vacinas, amplamente divulgados graças as redes sociais.

É possível destacar ainda que os casos de sarampo citados não foram os únicos a acontecer no Rio de Janeiro ao longo de 2019.

De acordo com as informações do jornal O Globo, somente até o dia 9 de fevereiro desse ano, cerca de 189 casos da doença foram registrados em todo o estado.

O número em questão se mostra algo bastante alarmante, visto que representa mais do que a metade do total de casos registrados ao longo de 2019, ano que contou com 333 pessoas contaminadas pelo sarampo. Além disso, representa um aumento gritante em relação ao ano de 2018, no qual somente 20 registros de sarampo foram feitos em todo o estado do Rio de Janeiro.

Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!