Durante a paralisação das atividades profissionais no Brasil em razão da pandemia do novo coronavírus, muitas empresas e estabelecimentos permanecem fechados por recomendações governamentais. Pelo fato de todas as academias estarem fechadas, um grupo de praticantes da modalidade invadiram um local de academia improvisada ao ar livre para realizarem atividades físicas.

O caso foi registrado no litoral de São Paulo, na Praia do Itararé, em São Vicente. Enquanto o grupo realizava as atividades, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) perceberam que eles estavam fazendo e os retiraram do local. Nenhum dos envolvidos apresentou resistência ao ser informado pelos guardas municipais.

Sobre o respectivo problema, o prefeito Pedro Gouvêa realizou uma transmissão ao vivo em uma de suas redes sociais se pronunciando contrário as decisões dos praticantes de musculação. Ele propôs que os equipamentos de academia improvisados fossem retirados da praia.

Ainda de acordo com o prefeito, a atividade física no calçadão da praia e na areia está permitida desde que a pessoa faça sozinha. "Vamos fazer individualmente, caminhada, corrida, sem sair acompanhado. Enquanto não tiver abuso a gente autoriza."

São Paulo e novas adaptações

De acordo com informações do Ministério da Saúde, o estado de São Paulo é o mais afetado com o novo coronavírus. Últimos dados apresentam cerca de 928 mortes e mais de 12 mil casos confirmados.

Com esses problemas, a população paulista está tendo que se adaptar.

Pelo fato das atividades profissionais estarem suspensas em algumas empresas, alguns funcionários estão exercendo atividade profissional em "home office", que seria o trabalho a domicílio. Esse é um dos métodos utilizados pelas empresas para que os funcionários não deixem de produzir profissionalmente.

Apesar de terem algumas pessoas trabalhando em domicílio, muitas outras estão tendo problemas de trabalho.

Em meio a paralisação das atividades profissionais, muitos autônomos estão passando por dificuldades financeiras, tendo como exemplo: motoristas de aplicativo (Uber) e vendedores ambulantes.

Duração da pandemia

No início da pandemia do novo coronavírus, o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), informou que a normalização das atividades profissionais iriam retomar antes mesmo do fim do mês de abril.

Pelo fato do coronavírus continuar avançando, esse período foi prolongado por tempo indeterminado. O atual ministro da Saúde, o oncologista Nelson Teich, informou que novos testes serão realizados em alguns brasileiros para coibir o número de mortes no país, mas o ministro não informou quais seriam esses procedimentos.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!