Após ficar internada no hospital por 18 dias em decorrência do contágio da covid-19, uma Mulher de 54 anos recebeu alta. Ela foi identificada como Stella Cristina Bião, onde deu entrada no hospital no dia 17 de março, em Salvador, Bahia.

Após receber alta, a vítima fez questão de cumprimentar os profissionais da área da saúde pelo fato deles não desistirem dela. Stella, ao sair do hospital, pediu para tirar uma foto e desabafou durante os dias em que permaneceu na unidade hospitalar.

"Eu vivenciei alguns momentos bastantes difíceis dentro do hospital por conta da covid-19. Os efeitos colaterais dos medicamentos me fizeram muito mal nesses dias.

Mas com o profissionalismo multidisciplinar do Hospital da Bahia e a minha fé em Deus, acabei recebendo alta'', comentou a paciente.

Após ser curada e posar com os profissionais da área da saúde, a notícia foi compartilhada em diversas redes sociais, onde muitas pessoas ficaram felizes com a alta da paciente. Pelo Facebook, alguns internautas chegaram a comentar que os profissionais da saúde são verdadeiros heróis, já que muitos estão trabalhando diuturnamente para garantir a saúde das pessoas que chegam com o contágio da covid-19 nos hospitais.

Até o fechamento dessa matéria, o caso ainda continua sendo de bastante repercussão nas redes sociais. No momento, a Bahia registrou cerca de 8 mortes e 336 casos de pessoas infectadas.

Bolsonaro, covid-19 e consequências

O surto da covid-19 pegou todos os governantes brasileiros de surpresa, inclusive o atual presidente da república, Jair Messias Bolsonaro (sem partido). Sobre o vírus, o chefe do executivo informou que pelo fato da população permanecer em quarentena, o país irá sofrer economicamente, já que não tem movimentação de trabalho no país.

Mediante a isso, o parlamentar sugeriu que parte das atividades fossem retomadas no país. Bolsonaro informou que todas aquelas pessoas que não tiverem no grupo de risco, poderiam exercer tranquilamente as atividades profissionais, já que as consequências da covid-19 não iria passar de um simples "resfriadinho" ou "gripezinha"

Bolsonaro, inclusive, chegou a preparar um material para divulgar nas mídias sociais, onde a frase do slogan era: "O Brasil não pode parar".

Mediante a isso, a Justiça do Rio de Janeiro analisou o caso e negou a divulgação do material por se tratar de um incentivo ao contágio do vírus.

Mesmo sem esse material para divulgar, o atual presidente continua a disseminar incentivos para que a situação do país vou te a normalidade. Em suas redes sociais, Bolsonaro informa que se uma medida não for tomada em relação à covid-19, 'o país poderá quebrar'

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!