O site The Intercept Brasil publicou na última sexta-feira (28) uma reportagem que afirma que pelo menos 18 mulheres alegam ter sofrido algum tipo de abuso por parte do produtor brasileiro de Cinema e curador de festivais Gustavo Beck.

De acordo com a reportagem exclusiva do portal, para a realização da reportagem a equipe conversou com pelo menos 18 supostas vítimas do produtor. Gustavo usou seu perfil no Facebook para alegar que as acusações são falsas.

Movimento #MeToo

O movimento #MeToo teve origem após diversas mulheres realizarem denúncias contra o também produtor de cinema Harvey Weinstein, um dos maiores e mais poderosos produtores de Hollywood.

O objetivo do movimento é a luta contra o abuso dentro do mercado cinematográfico.

O #MeToo se tornou um movimento muito forte em diversos países do mundo. No Brasil, ele não atingiu tanta força devido ao medo das vítimas em denunciar e nomear profissionais com grande poder na indústria.

Relatos sobre Gustavo Beck

As denúncias contra o produtor brasileiro aconteceram no mês de maio deste ano, quando Cat de Almeida decidiu publicar em seu perfil nas redes sociais que teria sofrido abusos por parte de Gustavo Beck.

Na publicação, a americana diz que contará sobre a sua experiência em torno de abuso, opressão e machismo no mundo do cinema. Ela ainda se referiu ao abuso como um crime muito violento, em que a arma usada pelo agressor é a relação íntima.

O post foi compartilhado pela cineasta Flora Dias, que prestou apoio e carinho para as mulheres que decidiram relatar a prática abusiva e sistemática de Beck.

Ela ainda afirma que as pessoas que têm uma relação íntima com ela sabe o que foi a experiência de fazer um filme com o produtor. Ao todo, após o pontapé inicial de Cat e Flora, 18 vítimas relataram situações que teriam vivenciado com o produtor.

Referência na indústria

Gustavo Beck é considerado referência em eventos internacionais na indústria cinematográfica da América Latina. Curador e um jurado bastante influente, o brasileiro reside atualmente em Portugal.

Vítimas

O The Intercept apresentou diversos relatos em que mostram a suposta forma como Beck agia.

Bebidas, conquistas, oferta de drogas, relação consensual, até que atraía a vítima e mudava seu comportamento. Um dos relatos, inclusive, menciona que Beck forçou relação íntima anal com uma das mulheres, mesmo ela dizendo que não queria.

A agressividade e forma selvagem se repete denúncia após denúncia e o medo é o que as impede de tomarem uma atitude diferente.

Algumas das supostas vítimas alegam que perderam oportunidades de trabalho e que não frequentam mais festivais onde o brasileiro é curador.

As denúncias fizeram com que André Mielnik, produtor e sócio de Beck, rompesse os negócios com ele. O curador nega as acusações e diz que está sendo alvo de falsas denúncias.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!