A Polícia Civil está em busca de um homem após ele ter invadido a Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus, localizada em Santo Amaro, zona sul de São Paulo, e furtado a quantia de R$ 50 mil. Familiares do suspeito se referiram a ele como pastor evangélico. O crime, que aconteceu na noite da última segunda-feira (7), acabou sendo flagrado pelas câmeras de segurança do local. O pastor segue foragido da Justiça.

De acordo com informações passadas pelo padre Marcos Miranda, o homem já foi identificado por familiares e moradores da comunidade. No entanto, o nome do pastor não foi identificado na tentativa de preservar sua família e filhos.

Segundo o relato do padre, toda a família, inclusive a mãe, foi até o local, assistiu às imagens das câmeras de segurança e identificou o homem. Além disso, ainda segundo Miranda, o pastor oscila por diversas vezes “entre a vida de Deus e o vício de drogas”.

Ainda ao portal G1, o padre disse ainda que o dinheiro que foi levado pelo suspeito estava sendo guardado para o pagamento dos funcionários da igreja. Além disso, o dinheiro também faria a “obra no telhado da paróquia”.

Marcos Miranda conta que para entrar na igreja, o assaltante arrombou as janelas que o levaram até o escritório, isso durante o feriado da última segunda-feira (7), já que não havia expediente no local naquele dia. Ainda segundo o padre, o pastor arrombou ao menos oito urnas, que continham algumas doações de fiéis, e também um velário.

Miranda diz ainda que o suspeito levou todo o dinheiro que encontrou dentro do escritório, contudo, não é possível saber ao certo o valor furtado por ele, isso porque as urnas ainda não haviam sido abertas.

Segundo informações divulgadas pelo portal G1, a família afirmou que após o crime o homem não retornou mais para casa.

Na quarta-feira (9), equipes de investigadores compareceram à igreja, onde começaram a apurar o caso.

Padre precisa renegociar obra

Após o furto, Miranda teve que renegociar para que a obra do telhado da paróquia fosse realizada. Além disso, ele afirma ainda não ter conseguido pagar o salário dos funcionários.

O padre afirma esperar que a polícia encontre o suspeito, para que assim “ele pague pelo crime que cometeu”. E mais, o padre diz ainda que a instituição fica localizada em uma comunidade “bastante carente”, sendo assim, é preciso que haja um “espaço de acolhimento” no local.

Pastor é flagrado furtando dízimo dos fiéis

Recentemente, um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus foi flagrado furtando a quantia de R$ 2,9 mil do dízimo doado pelos fiéis, em São José do Rio Preto, no interior de SP. O furto foi descoberto por outro pastor que é o responsável pelo setor de finanças da instituição.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Religião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!