A pandemia que tomou conta do Brasil e do mundo mudou a forma de viver da maioria das pessoas. Os músicos, que tiveram seus shows e apresentações presenciais canceladas, inovaram e começaram a fazer shows para o público através de lives nas redes sociais. Nos últimos meses já ouvimos falar de muitas situações inusitadas ocorridas ao vivo, na frente das câmeras, inclusive alguns óbitos, e foi isso que ocorreu em São Francisco, no Norte de Minas Gerais, no sábado (3).

Cantor morre durante show ao vivo

O músico José Carlos Leal Madureira, de 42 anos, passou mal durante uma apresentação com a banda CLM, vindo a cair no chão. Tudo ocorreu quando o guitarrista estava tocando e cantando na transmissão ao vivo.

Segundo Eduardo Leal de Melo, amigo e a pessoa que idealizou a apresentação, o músico começou a apresentação muito alegre e bem-disposto, mas passou mal e caiu ao chão quando cantava uma canção.

Eduardo contou que o amigo foi socorrido rapidamente, pois na banda haviam dois ex-socorristas do SAMU e no local estava a filha de um dos integrantes do grupo, que é enfermeira. O Samu foi chamado e levou José Carlos para uma unidade de saúde, mas ele já chegou ao hospital sem vida, não tendo mais o que fazer.

Eduardo contou que o músico era uma pessoa maravilhosa, um grande homem e muito humilde, e disse que todos eles estavam muito tristes com o que ocorreu. O velório de José Carlos foi realizado neste domingo (4), e a família, e os amigos tiveram a oportunidade de se despedir do mesmo.

O músico deixou a esposa e dois filhos.

Idealização da live onde músico morreu

Eduardo e José Carlos idealizaram a apresentação através de uma live no mês de julho deste ano. Eduardo é dono de um grupo chamado Memórias de São Francisco e chamou o amigo para relembrarem a banda CLM, que fez sucesso na região nos anos 90.

Eduardo contou que o amigo ficou muito animado com a apresentação e eles conseguiram juntar os integrantes da CLM e começaram a ensaiar. Os músicos estavam muito felizes e animado com a live, que a princípio seria realizada em agosto, mas teve que ser adiada.

José Carlos era empresário no ramo de serralheria e nos momentos livres se dedicava à Música.

Ele era católico e tocava também na igreja da cidade. Eduardo contou que somente depois que o músico infartou e morreu é que ficou sabendo que o mesmo tinha problemas cardíacos.

Eduardo contou que ficou sabendo que o amigo esteve há 30 dias em Brasília para realizar alguns exames do coração, para conferir como ele estava, visto que fazia uso de um marca-passo. Ele disse que ouviu falar que o que ocorreu com o músico durante a live não foi nenhum problema com o marca-passo. O infarto que levou o músico à morte teria sido uma fatalidade.

Cantor do grupo Menudo morre em Miami

Neste sábado (3), foi anunciada a morte do cantor Anthony Galindo. O rapaz, de 41 anos, fez parte do grupo Menudo, que fez muito sucesso no Brasil na década de 80.

O rapaz estava internado em estado grave desde o último domingo (27).

A notícia sobre o estado de saúde do cantor e de sua morte foi compartilhada no perfil do artista no Instagram. No começo da semana, eles informaram que Anthony Galindo sofria com depressão, e que isso piorou durante a pandemia e que esse foi o motivo do artista ter atentado contra a própria vida no último final de semana.

Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!