A última semana foi marcada por um caso que acabou causando revolta em internautas e moradores de Serra Ramalho, na Bahia. Um homem diagnosticado com um tipo de transtorno mental, que reside na cidade, foi até um restaurante próximo comprar uma marmita no intuito de se alimentar. No entanto, ao chegar em sua residência, onde faria a refeição, abriu a embalagem e se deparou com algo inesperado: não havia nenhuma porção de comida, apenas carvão.

Relatos da sobrinha

A jovem Jamilly Rodrigues, sobrinha do homem, realizou uma publicação em seu perfil nas redes sociais onde relatou que o tio estava completamente abalado com toda aquela situação, e que inclusive chorou muito quando se deparou com o carvão no lugar do alimento, se sentindo humilhado.

A sobrinha ainda postou a foto de quando o tio abriu a marmita e explicou que no lugar da comida tinham colocado carvão. Ela disse que seu tio estava chorando e que a atitude ocorrida no restaurante era uma grande falta de respeito com um ser humano.

Proprietário do local

O proprietário do restaurante, Adelson Ferreira da Silva, de 32 anos, manifestou-se sobre o ocorrido em entrevista ao jornal Folha do Vale, onde afirmou que o funcionário responsável pelo que ele mesmo denominou de "uma brincadeira de mal gosto" já havia sido demitido.

Adelson decidiu se pronunciar no mesmo dia em que o episódio ocorreu. O proprietário deixou claro que o cliente já frequentava o estabelecimento anteriormente e que jamais faltou com educação ou ofendeu qualquer um em seu restaurante.

Ele ainda reconheceu que a atitude de seu funcionário foi algo que humilhou seu cliente.

Em um gesto de empatia com a vítima e envergonhado com a postura de seu ex-funcionário, Adelson entrou em contato com a família do homem e disse estar à disposição para qualquer coisa que eles venham a precisar.

Durante as suas declarações, o proprietário do restaurante ainda deixou claro que de maneira nenhuma compactua com as atitudes do ex-funcionário e realizou um pedido de desculpas em relação ao ocorrido.

Ao mencionar que mais uma vez pediria desculpas pelo ex-funcionário, Adelson frisou que nenhum ser humano merece ser tratado desta forma.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!