A jovem Bianca Lourenço, de 24 anos, estava desaparecida no Rio de Janeiro desde o último dia 3 de janeiro, quando se encontrava em um churrasco com amigos e foi arrastada do local pelo ex-namorado, Dalton Vieira Santana, de 31 anos. Para tristeza da família e amigos, o corpo da jovem foi encontrado na noite de terça-feira (12).

Corpo de jovem é encontrado em praia

Policiais do 17° Batalhão da Ilha do Governador encontraram o corpo de uma mulher na beirada da Praia do Fundão, perto do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, após receberem denúncias anônimas. Devido a algumas tatuagens presentes nas pernas e no tronco da vítima, houve a suspeita de que se tratava da jovem Bianca Lourenço.

Exames realizados no corpo da vítima comprovaram na manhã de quarta-feira que se trata de Bianca. O corpo da mulher se encontrava mutilado e estava boiando na Ilha do Fundão, que fica perto da favela Kelson's, local para onde a moça teria sido levada por Dalton, principal suspeito do crime.

O rapaz é suspeito de ser o chefe do tráfico de drogas na Kelson's, que fica na Penha, zona norte do Rio de Janeiro. Testemunhas disseram que o rapaz não aceitava o fim do relacionamento com a jovem e que a jovem foi retirada da festa, após ser agredida por Dalton, sendo levada a seguir para a favela.

Pai de Bianca procurou o ex da jovem

O pai de Bianca esteve na favela Kelson's quatro dias após o desaparecimento da jovem, tentando falar com o ex-namorado da moça.

Segundo o homem, o rapaz teria dito para as pessoas que tinha matado a ex, mas não falou para ele. O pai da moça falou que o rapaz chegou a falar também que tinha colocado a ex em um carro e mandado-a para casa, mas que isso era mentira.

Dalton e Bianca estavam separados desde o mês de agosto e ele não teria gostado de ver a ex postando fotos de biquíni nas redes sociais.

O relacionamento teria chegado ao fim a partir de uma iniciativa do traficante, que imaginava que a jovem não fosse aceitar a separação, mas não foi isso que ocorreu.

No dia em que desapareceu, Bianca tinha feito uma postagem dizendo que não existia nada melhor do que acordar em paz, estar em paz e viver em paz. Ela falou que não se preocupava com mais nada e agradeceu a Deus por isso.

O pai da jovem disse que há três meses estava preocupado com a segurança da filha e que conseguiu que ela saísse da favela e fosse morar com ele em outro bairro há dois meses e que estava arrumando o quarto dela em sua casa. O homem contou que o rapaz não aceitava o fim da relação e que nunca a deixou em paz.

O homem contou que chegou a ir na favela para tentar saber do rapaz onde sua filha estava. Segundo ele, ele pediu que o traficante o ajudasse e que se tivesse ocorrido alguma coisa, apenas que devolvesse o corpo da filha, para que pudesse apenas tirar a sua dor de pai e para que pudesse dar um enterro para ela.

Pai de Bianca sai do RJ por medo

Por medo de sofrer retaliações por parte do traficante, o pai de Bianca teve que se mudar do Rio de Janeiro.

Como foi ele quem fez a denúncia contra o rapaz, após o desaparecimento da filha, ele tem medo. Ele falou que trocou sua liberdade pela justiça pela sua filha.

O pai de Bianca contou que o rapaz é chefe do tráfico de diversos locais no RJ e que não tem como andar pelo local. Após a confirmação que o corpo era de Bianca, o Portal dos Procurados lançou uma foto do rapaz oferecendo dois mil reais para quem tiver informações sobre o paradeiro dele.

Foi informado que Dalton foi preso no ano de 2010, pela prática de dois roubos na Ilha do Governador. Ele possui mandatos de prisão por tráfico de drogas, roubo/crime tentado, sendo que dois desses mandatos são preventivos e um já recebeu a condenação.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!