Filho de imigrantes libaneses e caçula de oito irmãos, Michel Miguel Elias Temer Lulia, chega à Presidência da República, hoje, dia 12 de maio de 2016, em um momento histórico para o país, onde ficará pelos próximos 30 meses, se a presidenta Dilma Rousseff não conseguir voltar ao cargo. A promessa de Temer é um governo com os dizeres da nossa bandeira nacional, “Ordem e Progresso”.

Temer é conhecido por sua discrição e por ser um grande negociador.

O advogado e professor de direito, formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), no Largo do São Francisco e com título de Doutor em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, é considerado um dos maiores constitucionalistas do país.

Michel começou a sua carreira política há quase 30 anos como secretário de Educação no gabinete de Ataliba Nogueira, no governo do Estado de São Paulo.

Em 1983, foi nomeado procurador-geral do Estado de São Paulo e, no ano seguinte, assumiu a Secretaria de Segurança Pública.

No período dos anos 80, criou o Conselho Comunitário de Segurança (CONSEGS),  a primeira delegacia da mulher, instituiu a Delegacia de Proteção aos Direitos Autorais e a Delegacia de Apuração de Crimes Raciais.

Eleito governador de São Paulo em 1988, Temer foi nomeado procurador-geral do Estado e, depois, secretário da Segurança Pública através de Montoro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Michel Temer

Quatro anos depois, participou da Assembleia Constituinte e emendou mais cinco mandatos como deputado federal.

Temer também foi eleito três vezes para Presidência da Câmara dos Deputados (1997, 1999 e 2009), na qual inovou ao abrir a Casa para a sociedade. Nesse período, votou pelo combate ao crime organizado, criação de juizados especiais e a formar o Código de Defesa do Consumidor.

Em 2010, PT e PMDB se juntaram para a eleição presidencial da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer.

Apesar da fria relação entre Dilma e Temer, os dois partidos mantiveram a chapa e conseguiram a reeleição para um segundo mandato. Durante a crise Política do ano passado, a presidente recorreu ao vice no meio do ano e o alçou à condição de articulador político do governo, mas a condição durou pouco tempo.

Hoje, Michel Temer chega à Presidência da República com suspeitas de envolvimento no esquema da Petrobras e recebimento de propina construtora OAS.

Vale lembrar que Temer também é alvo no TSE, e pode ser cassado, o que resultaria em uma nova eleição no país.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo