Quando se fala de Brasília, vem político corrupto [VIDEO] na cabeça do Brasil inteiro. Não, não! Estou falando de lugares para conhecer na cidade mesmo! Qualquer um diria Câmara dos Deputados ou Catedral. "Não tem um lugar menos genérico?" Se a sua resposta é não, você realmente não conhece a cidade. Antes de ir para a Grécia, por exemplo, veja aqui alguns lugares da atual capital pouco conhecidos, mas que merecem a honra de ter a sua visita.

Praça dos Cristais

Localizada no Setor Militar e projetada pelo paisagista Burle Marx, a Praça Cívica - mais conhecida como a Praça dos Cristais - é um dos mais belos lugares da cidade.

Um local ameno para relaxar, com alguns espelhos d'água, passear com o cachorro ou até fazer uma caminhada podem se tornar tarefas bem mais prazerosas. Falta só um pouco de manutenção com os espelhos d'água, que se sujam com facilidade. As plantas e flores são lindas. Bom pra quem quer economizar no passeio [VIDEO]: a entrada é gratuita.

Concha Acústica do SMU

É só atravessar uma rua e lá está a Concha Acústica do Setor Militar Urbano. Muito bonita, com um formato peculiar e um obelisco logo em frente, a Concha foi idealizada para parecer uma espada com a proteção para mão. É aberta para visitação e, uma vez lá dentro, o eco de qualquer som tem um atraso que pode chegar a mais de três segundos. Não é difícil ver algumas famílias gritando ou tocando violão embaixo do teto do local. Vale a pena conhecer.

Torre de TV Digital

A maioria da população distrital conhece a Torre de TV Digital, que tem o formato de uma rosa com duas folhas - que, na obra, são duas cúpulas abertas à visitação. O monumento - aberto à visitação - tem vista para o Plano Piloto inteiro e foi o último projeto concretizado do imortal Oscar Niemeyer antes de sua morte. Ao contrário do que o nome sugere, não tem relação com a Torre de TV que se encontra no Eixo Monumental. Vale a pena conferir.

Feira da Torre

Feira da Torre é o pequeno nome carinhoso para a Feira da Torre de TV, dessa vez a do Eixo Monumental. Já foi uma feira irregular e ligeiramente claustrofóbica que ficava aos pés da monumental Torre de TV de Brasília. Hoje, já existe um complexo de barracas construídas de forma regular e simétrica, em uma praça a alguns metros da Torre. A Feira é um resumo do Brasil, com artesanato e móveis feitos em todos os cantos dessa nação. Além disso, não se pode sair de lá sem viajar ao Norte ou Nordeste pelo paladar: as baianas garantem que o acarajé da praça de alimentação é igual ao acarajé de Salvador. O Tacacá, prato típico do Norte, também é idêntico ao original. Resume bem o fato de Brasília ser o resumo do Brasil.

Se vier a Brasília, não deixe de visitar esses três lugares. Ah!, e antes de sair por aí chamando os pobres nativos de corruptos, lembre-se sempre da frase do poeta mais típico de Brasília, Nicolas Behr: "Sou de Brasília, mas juro que sou inocente."