Imagine um automóvel que jamais precise ser reabastecido. Agora imagine esse modelo na “pele” de um esportivo, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 7 segundos e alcançar uma velocidade máxima superior a 150 km/h. Bom, a EVX Ventures, uma parceria entre pesquisadores da Universidade Swinburne de Tecnologia, em Melbourne (Austrália), e um grupo engenheiros australianos do Aurora Team, que já desenvolveram protótipos premiados movidos a energia solar, acaba de apresentar o Immortus.

Trata-se de um carro pós-apocalítico que promete deixar o mundo automotivo de cabelos em pé, em novembro deste ano, quando fará sua primeira aparição no Salão Norte-Americano dos Acessórios (SEMA), em Las Vegas.

De acordo com seus desenvolvedores, o Immortus terá autonomia ilimitada. Isso, é claro, durante dias ensolarados e a uma velocidade média de 60 km/h – a 85 km/h, seu “alcance” cai para 550 quilômetros.

Para rodar à noite, o esportivo movido a energia solar contará com dois motores elétricos de 20 kW cada, o equivalente a uma potência combinada de 55 cv, alimentados por uma única bateria de íon de lítio e fósforo. No modo “noturno”, ele roda até 400 quilômetros sem necessidade de recarga.

Não somos uma montadora, como a Tesla – fabricante norte-americano de modelos elétricos de alto luxo e performance. Somos uma butique de criação automotiva e pretendemos investir entre US$ 5 milhões e US$ 10 milhões – algo entre R$ 17,5 milhões e mais de R$ 34 milhões – para produzirmos este modelo em volume muito reduzido. Ao todo, não planejamos construir mais do que 100 unidades do Immortus”, conta o presidente-executivo (CEO) da EVX Ventures, Barry Nguyen.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

Ele estima um preço final de US$ 370 mil, o equivalente a quase R$ 1,3 milhão, para cada unidade.

O Immortus pesará 550 quilos, terá as rodas cobertas para redução do arrasto aerodinâmico, pneus de baixíssima resistência à rolagem e um desempenho próximo do Mazda MX5 ‘Miata’, esportivo compacto que é uma referência nos mercados australiano e norte-americano. A força motriz do modelo vem do painel fotovoltaico de sete metros quadrados que se estende da ponta do capô até a tampa do porta-malas, cobrindo quase toda sua superfície.

Sua produção também será inovadora, com uso de partes ultraleves em fibra de carbono. “Vigas feitas em impressoras 3D vão completar a estrutura, facilitando sua montagem e reduzindo os custos”, explica o gerente técnico de desenvolvimento, Clint Steele. “Nosso desejo é que o Immortus seja montado por empresas especializadas, que fiquem próximas dos clientes. Podemos enviar os componentes para montagem ou o projeto, por e-mail, para impressão local em 3D”, complementa.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo