A montadora alemã Volkswagen anunciou sexta-feira (5), o adiamento da divulgação de seu balanço patrimonial de 2015 e de sua Assembleia Geral, motivados por conta do escândalo da fabricação de carros com motores adulterados.

A divulgação dos resultados do último ano estava prevista para 10 de março, e a Assembléia Geral era datada para o dia 21 de abril.

A multinacional justificou tais atos, por ter ainda "questões sem resposta relacionadas aos gases de escape." expressão usava para referir-se ao caso de carros a diesel com resultados fraudulentos em medições de emissões de poluentes. Os pontos que ainda aguardam resposta, são relacionados aos custos de reparo e manutenção dos veículos envolvidos na polêmica.

Desde então a Volkswagen sofreu uma depreciação de mais de 20% na Bolsa de Frankfurt.

Relembre o caso

A Volkswagen, foi acusada no ano passado de ter instalado um dispositivo em seus carros a diesel com o ideal de manipular resultados de testes de controle de emissão veicular, cerca de 11 milhões de veículos foram adulterados por esse dispositivo em várias marcas do grupo.

A investigação foi conduzida por uma divisão do Departamento de Justiça Norte-Americano responsável por questões ambientais e recursos naturais, a multa prevista para a empresa alemã é de até 18 bilhões de dólares.

Em um comunicado, a empresa explicou que os carros do tipo EA 189, podem ter discrepâncias nestes dados, já que na União Europeia os veículos a diesel EU 6, estariam de acordo com as normas ambientais.

Linha do tempo

2004-2007: O Governo dos Estados Unidos anuncia medidas mais rígidas mediante ao controle de padrões de emissão de óxido de nitrogênio (NOx), um dos principais poluentes do óleo diesel.

Os melhores vídeos do dia

2009: A Volkswagen inicia as vendas de seus modelos a diesel que possuem um sistema diferenciado para controlar as emissões de poluentes. Esses motores denominados de EA 189, dispensam o uso de mistura, que tem como efeito amenizar o efeito nocivo do óxido de nitrogênio.

2013: O baixo nível de emissões de poluentes dos carros da VW gera suspeitas, e chama a atenção de um grupo independente, o Conselho Nacional de Transporte Limpo que decidiu estudar o sistema para mostrar como o diesel pode ser considerado um combustível limpo. E com esse estudo, constataram discrepâncias nos resultados.

2014: O Governo americano é alertado sobre tais adulterações de resultados, e no ano seguinte é feita a denúncia formal à Volks.