Até 2018 as empresas fabricantes de alimentos devem banir de seus produtos a gordura hidrogenada ou gordura trans. Esta é a ordem anunciada pela Administração de Alimentos e Remédios (FDA) dos Estados Unidos, órgão responsável pela regulação do setor.

Usado para realçar o sabor, proporcionar mais textura e facilitar a mistura de receitas, este tipo de ingrediente está com os dias contados no mercado americano.Lançado no ano passado, o programa da FDA prevê que os fabricantes busquem alternativas mais saudáveis e que não afetem a saúde do consumidores de forma tão agressiva.

A utilização de gordura trans nos alimentos têm afetado a qualidade de vida e gerado inúmeras doenças debilitantes na população americana. Como consequência, o sistema de saúde público tem elevado gastos com tratamentos e exames.

Para o FDA o uso indiscriminado da gordura vegetal enriquecida com hidrogênio é uma ameaça a saúde pública. Por outro lado, os fabricantes defendem o uso moderado do produto com uma redução gradual em centenas de alimentos sob a alegação que a gordura não seja tão prejudicial a saúde como divulgado.

Segundo um vídeo publicado pela CBS News, especialistas defendem que a gordura trans é prejudicial para consumo e que seus efeitos podem ser graves contribuindo para doenças como o Alzheimer, ataques cardíacos e derrames. O autor premiado pelo Putzier, Michael Moss, lançou o livroSalt Sugar Fat onde diz que "as gorduras trans são realmente como o plástico e quando nós os comemos eles incorporam em nossas células e as células não podem se comunicar ou falar uma com a outra."

DIETA DO PALHAÇO - Em 2004 o cineasta independenteMorgan Spurlocklançou um documentário chamado Super Size Me: a Dieta do Palhaço onde ele próprio se propôs a se alimentar todos os dias somente com lanches fast food para mostrar os efeitos deste tipo de alimentação sobre a saúde e corpo das pessoas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

Durante 30 dias, ele engordou mais de 11 quilos e teve problemas psicológicos de humor, irritabilidade e problemas de disfunção sexual e danos ao fígado. Para voltar ao estado normal de sua saúde, ele precisou de 14 meses de exercícios e dieta.Ocineasta teceu uma crítica aos fabricantes de produtos ricos em gorduras e baixo teor alimentar saudável.

SÃO PAULO - Dois projetos de lei tramitam na Assembleia Legislativa do Estado e tratam sobre o tema.

Um de autoria do deputado estadual Padre Afonso Lobato pede que a venda da gordura hidrogenada ou "gordura trans" seja proibida no estado, além de proibir também a comercialização de alimentos que possuam este produto em sua composição. Segundo o parlamentar, a justificativa por tal leitraz enormes malefícios à saúde como problemas cardíacos, doenças degenerativas, obesidade, diabetes e outros danos à saúde são comprovadamente associados a essa gordura, que não existe na natureza e é produzida por um processo industrial.

O outro projeto de lei em discussão impõe que estes tipos de produtos devem ser banidos das escolas estaduais. Tramitando desde 2015, o deputado estadual André do Prado diz em defesa do projeto que "nosso objetivo é que as futuras gerações tenham menos complicações de saúde, devido ao consumo exagerado de alimentos com esta substância. Esta iniciativa vai ao encontro do que preconiza a Organização Mundial da Saúde, que é diminuir a ingestão de alimentos que contenham altos índices de gordura, que podem afetar a saúde das crianças."

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo