Foi anunciada, na manhã desta quinta-feira (14), pelo presidente interino Michel Temer, uma Lei que dará prioridade às famílias que têm bebês com microcefalia, para que obtenham uma casa pelo programa 'Minha Casa, Minha Vida'.

O projeto também dá o direito à família de receber a casa logo, sem necessidade de participar do sorteio.

Publicidade
Publicidade

Esse projeto foi aprovado durante uma solenidade, onde estavam presentes todos os ministros.

Os ministros informam que a maioria das famílias de bebês com microcefalia vive em extrema pobreza e, muitas delas, se beneficiam do Programa Bolsa Família.

O objetivo é favorecer essas mães e famílias que tenham filhos com a microcefalia, um plano não só para o presente, mas também para o futuro de melhoria de vida, porque ela pode ser causada por outras razões, não apenas pelo vírus da zika, disse Temer.

'Minha Casa, Minha Vida' irá priorizar casos de microcefalia
'Minha Casa, Minha Vida' irá priorizar casos de microcefalia

"Agora, as famílias podem procurar a prefeitura ou o Cras e fazerem o cadastro para receber moradia pelo programa Minha Casa, Minha Vida", disse Temer, logo depois da divulgação.

O programa possui 200 mil casas habitacionais que ainda não foram entregues, mas serão em breve, e as famílias com bebês com microcefalia já terão prioridade.

O ‘Minha Casa, Minha Vida’ foi criado para garantir moradias dignas para famílias de baixa renda que não tenham casa própria.

Publicidade

O Brasil, atualmente, tem 8.450 mil casos, mais 1.687 já confirmados. Recentemente, o Governo deu direito às famílias de bebês com microcefalia com baixa renda, a um benefício no valor de um salário mínimo.

Os planos de saúde são obrigados a fazer três exames, sem nenhum custo, para a descoberta de antígenos do vírus da zika em grávidas. Essa lei entrou em vigor desde a semana passada.

 A Agência Nacional de Saúde (ANS) informou que as clínicas dos planos de saúde devem fornecer toda cobertura dos testes laboratoriais de (PCR), (IgM) e (IgG).

O presidente Michel Temer falou sobre as críticas da presidente afastada Dilma de que seu governo acabaria com todos os programas sociais, mas ele afirmou que não vai só mantê-los, mas sim, aperfeiçoar cada um deles.

Leia tudo