Recentemente, cientistas a bordo do Navio de Exploração Nautilus se depararam com um mistério: enquanto faziam investigações submarinas na costa da Califórnia, avistaram um pequeno ser esférico roxo. A descoberta deixou os pesquisadores perplexos, uma vez que eles não fazem a menor ideia do que seja o organismo.

Até o momento, o melhor palpite dos cientistas é que o animal possa ser um tipo de gastrópode (uma espécie de molusco, como uma lesma ou um caracol, da classe de Animais Gastropoda) mais conhecido como pleurobranch e, possivelmente, de uma nova espécie.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Animais

No entanto, a porta-voz das expedições Nautilus, Susan Poulton, afirmou: "Nenhuma das espécies conhecidas de pleurobranch da Califórnia é roxa", fato que deixou os cientistas intrigados.

Criatura ímpar

A criatura foi vista pela primeira vez durante uma transmissão de vídeo ao vivo feita a partir do Nautilus, enquanto o veículo remotamente operado do navio (remotely operated vehicle, ou ROV, em inglês, que é uma espécie de robô submarino), batizado de Hercules, explorava o Oceano Pacífico a uma profundidade de 1.616 metros – mais precisamente em Arguello Canyon, a oeste de Channel Islands National Marine Sanctuary.

O estranho animal, medindo cerca de cinco centímetros de diâmetro, foi capturado através de um instrumento de sucção pertencente ao Hercules, e levado com sucesso a bordo do navio de pesquisa.

Após ser recolhido, o organismo foi enviado para o Museu de Zoologia Comparada da Universidade de Harvard para ser analisado. Foram retiradas amostras de RNA (ácido ribonucleico, que é o responsável pela síntese de proteínas nas células) e existem planos para a realização de uma análise de DNA.

Os melhores vídeos do dia

Entretanto, segundo Susan Poulton, vai demorar meses para afirmar se o animal é ou não uma nova espécie. De acordo com a porta-voz, é incomum o Nautilus encontrar espécies completamente novas nos oceanos. O navio de pesquisa comumente encontra seres já conhecidos pela Ciência, mas prosperando em áreas onde ninguém havia visto animais vivendo antes. Assim, pode até ser que a pequena esfera roxa seja um gastrópode já conhecido, mas que nunca havia sido encontrado na Califórnia.

Assista ao vídeo da descoberta e captura do pequeno animal: