Em 2015, o número registrado de pessoas contaminadas pela dengue foi considerado um recorde: mais de 1,6 milhão de casos.Somente em 2016, até o momento, ummilhão de casosjá foram comprovados todo o país.

Em dezembro de 2015, foi criada e registrada a primeira vacina contra a dengue, a Dengvaxia, com indicação de uso em pessoas na faixa etária de 9 e 45 anos de idade. O tratamento com a vacina é realizado em três doses, aplicadas a cada seis meses, com algumas contra-indicações.

Segundo informações da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacina se mostrou muito eficiente, principalmente em pessoas que já haviam contraído a doença anteriormente.

Butantã também possui vacina em fase de teste

No entanto, o Instituto Butantã iniciou os testes de uma nova vacina contra a dengue, no dia 25 deste mês, no estado do Ceará e tem previsão de aplicá-la em pelo menos 1,2 mil pessoas.

O Hospital Universitário Walter Cantídiona é quem realizará a vacinação de teste em pessoas com faixa etária de 2 e 59 anos de idade.

Mais seis capitais também realizarão os testes nesse mesmo período. São elas: Aracaju, Boa Vista, Manaus, Porto Velho, Recife e São Paulo, além de mais 13 cidades das cinco regiões do país, contabilizando quase 17 mil voluntários.

Os resultados da vacina desenvolvida pelo Butantã vem apontando que ela é melhor do que a primeira vacina, criada pelo laboratório Sanofi Pasteur.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Saúde

Segundo a infectologista Mônica Jacques de Moraes, a vacina do Butantã possui menor custo, é eficaz contra os quatro tipos de vírus da dengue e será ministrada em apenas uma dose.A má notícia é que a Anvisa não tem previsão para a aprovação da vacina criada pelo Instituto.

A vacina, autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), custará entre R$ 132,76 e R$ 138,53 para as clínicas e foi testada em 15 países por duas décadas.

No Brasil, quase quatro mil voluntários participaram dos testes.

O fato do Ministério da Saúde alegar não ter a intenção de oferecer a vacinação na rede públicafez com que a Secretaria Estadual do Paraná resolvesse realizar a aplicação em Paranaguá a partir do dia 26, porém não foi divulgado a quantidade de doses que estão disponíveis para a população e nem até quando elas serão oferecidas.

Apesar zika vírus eda dengue serem transmitidos pelo mesmo mosquito, a vacinação contra a dengue não protege as pessoas do primeiro que é causador de microcefalia em bebês, segundo os especialistas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo