A Síndrome de Burnout caracteriza-se por um esgotamento físico e mental acarretado, geralmente, por longas e exaustivas jornadas profissionais, sendo um dos principais motivos de afastamento temporário do trabalho. Pessoas que exercem atividades em contato direto com o público tendem a sofrer mais com o problema, a exemplo de professores, médicos, enfermeiros, psicólogos e policiais. Diferente do estresse e outros males que afetam a Saúde, a Síndrome de Burnout se origina, necessariamente, no ambiente de trabalho.

Os sintomas podem variar na intensidade e na qualidade, mas, normalmente, ocorrem:

- Sensação de extremo cansaço físico e emocional;

- Desinteresse pelo trabalho e lazer;

- Alterações no humor;

- Alterações na memória;

- Aumento na ansiedade;

- Dores de cabeça / enxaqueca;

- Dores musculares;

- Distúrbios do sono (falta ou excesso);

- Distúrbios gastrointestinais;

- Sudorese;

- Palpitações, entre outros.

O diagnóstico diferencial costuma levar em consideração a história de vida do paciente e o lugar em que a atividade profissional ocupa em sua realização pessoal. Já o tratamento, geralmente, combina psicoterapia e medicação prescrita pelo médico.  É fundamental que haja uma mudança no estilo de vida da pessoa, incluindo a prática regular de exercícios físicos e ainda de atividades de relaxamento como a meditação e a ioga, fortes aliadas no controle da ansiedade e no aumento da sensação de bem-estar.

O paciente diagnosticado com a síndrome precisa analisar quais os fatores relacionados ao trabalho estão influenciando em sua qualidade de vida, prejudicando-a. Deve-se considerar o estabelecimento de uma nova rotina de trabalho com horários e tarefas que não sobrecarreguem o indivíduo e, se for possível, delegar tarefas ou dividir as responsabilidades com colegas de trabalho.

Os melhores vídeos do dia

As empresas também têm responsabilidade no surgimento ou agravamento do problema e deve haver mais investimento em programas voltados para a saúde do trabalhador, assegurando as mínimas condições para o desenvolvimento saudável das atividades laborais.