O mundo inteiro está comemorando o anúncio oficial da vacina contra a doença Diabetes. Milhões de pessoas serão beneficiadas no mundo inteiro com essa novidade.

O FDA (Food and Drug Administration, que significa Administração de Comidas e Remédios) deu o aval para que alguns testes fossem feitos na fase intermediária. O teste foi realizado em 150 adultos que tinham a doença em estágio avançado.

No dia 19 de março, foi feito o anúncio da aprovação da vacina, ela recebeu nome oficial de bacilo calmetee-Guerin (BCG).

Publicidade
Publicidade

A principal responsável pelo estudo, Dra. Denise Faustman, do Laboaratório de Imunobiologia do Hospital Geral de Massachusetts, foi responsável por fazer o comunicado para à sociedade.

A vacina aumenta de forma temporária, uma substância que tem o nome de TNF (Fator Necrose Tumoral), e é exatamente os níveis elevados dessa substância, que conseguem eliminar do sangue, aquelas células que tem o poder de prejudicar os que são portadores do diabetes tipo 1.

Publicidade

Através do estudo realizado, a equipe envolvida nessa pesquisa chegou a conclusão que o uso de duas injeções de BCG, que foram administradas aos pacientes, com um intervalo de 4 semanas, conseguiram acabar temporariamente com as células que provocam o Diabetes.

No próximo verão, a equipe da Dra. Denise, fará um estudo mais intenso. Ela revelou que o processo será praticamente o mesmo, porém, nesse processo a duração será de 4 anos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Saúde

Embora esse tipo de estudo já esteja em estágio “avançado”, a equipe avaliou que seria necessário fazer teste com um grupo maior de pessoas, para que assim eles pudessem avaliar com muito mais eficácia e de maneira mais segura, os resultados dessa vacina. Seria necessário também, verificar os efeitos desse tipo de tratamento em longo prazo.

O que é o Diabetes

Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia).

Pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas, pelas chamadas células beta . A função principal da insulina é promover a entrada de glicose para as células do organismo de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta portanto em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo