Um estudo [VIDEO]proveniente dos Estados Unidos, mais precisamente da Loyola University Chicago Stritch School of Medicine, conclui que existe uma maneira eficiente de perder peso com saúde e de forma rápida: controlando o que se ingere e comendo um pouco menos. Parece um pouco óbvio, certo? Contudo, segundo os cientistas, muitas pessoas seguem dietas ingerindo o dobro do que consumiam normalmente apenas pelo novo estilo de alimentação ser “mais saudável”.

Tendo em vista a pesquisa, os cientistas ainda destacaram que a prática de esportes auxilia na redução do surgimento de doenças de risco, como cardíacas, diabetes ou até mesmo de caráter oncológico.

No entanto, não destacaram maiores resultados no Emagrecimento. Sendo assim, emagrecimento e exercícios físicos não estão atrelados, caso não haja controle da alimentação.

Apesar dessa aliança entre controle de alimentação e exercícios físicos, os cientistas destacam que contar nutrientes e calorias é o processo mais eficaz em busca do emagrecimento. Diferentemente de muitos estudos, os pesquisadores rebateram a ideia de que a obesidade está relacionada à automatização da mobilidade humana (uso de carros e computadores), afirmando que a mesma está inteiramente relacionada à qualidade dos alimentos que se ingere nos últimos anos.

Por fim, o estudo da universidade americana rechaça a hipótese de que negros e índios são ligeiramente mais magros porque se exercitam mais. Segundo os estudiosos, a atividade física está relacionada à fome, portanto, a ingestão de calorias estará constantemente de acordo com o gasto energético diário.

Uma pesquisa afirmou que é possível perder peso se não houver contagem de calorias

Um estudo iniciado na Austrália, e publicado pela revista Nutrition and Diabetes, reuniu 65 participantes. Dentre eles, 33 fizeram parte de um grupo em que a restrição alimentar contava, durante 12 semanas, a ingestão à vontade de frutas, verduras, legumes, produtos sem refino e grãos. Além disso, estes 33 participantes tiveram aulas de culinária semanal, ingeriram vitaminas B12 e se propuseram a uma dieta vegana e aboliram alimentos processados da dieta. Os demais serviram como controle, sem alterar seus cardápios ou aderirem a dietas.

Para a surpresa dos estudiosos, após um ano de pesquisa, o grupo de controle se manteve estável, permanecendo com seu peso original. Contudo, o grupo de 33 participantes eliminou, em média, 12,1kg cada. Dessa forma, o argumento do estudo, segundo o pesquisador Nicholas Wright, é de que não é necessário comer menos para emagrecer, mas sim mudar hábitos. Enquanto o grupo estava livre para consumo de frutas, verduras e grãos à vontade, eles poderiam comer quando estivessem com fome, sem a necessidade de contar calorias.

Portanto, não importa o que você come, mas sim o quanto você come. Emagrecer rápido e saudável é assim.