Uma novidade para quem não consegue dormir durante a noite. Um remédio preparado em farmácias de manipulação acaba de ser liberado no Brasil. É um medicamento que também é conhecido como o hormônio do sono. A melatonina sintética, que até pouco tempo só era comprado no exterior, promete dar uma guinada na vida das pessoas que sofrem com Insônia.

Muitos sortudos conseguem pegar no sono quando querem, algumas pessoas deitam na cama e não sentem nenhuma dificuldade em cair no sono.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Saúde

Pena que nem todo mundo é assim. Para algumas pessoas, é complicado ter uma boa noite de sono. Muitas pessoas precisam tomar alguns medicamentos fortes para conseguirem adormecer.

Muita gente passa horas esperando o sono e nada de ele aparecer. Para ajudar essas pessoas, tem sido cada vez mais comum o uso do hormônio do sono. A melatonina existe naturalmente no organismo, é um hormônio produzida pelo o cérebro no momento em que se vai dormir. Ela é responsável por ajudar qualquer um a pegar no sono.

O remédio liberado é uma espécie de complemento do hormônio e vendido em comprimido. Até agora, ele era acessível a poucos. Só conseguia usar quem viajasse para o exterior ou importasse pela a internet, pagando em dólares. Este ano, o medicamento foi autorizado no Brasil, mas, ao contrário de outros países, aqui é pedida receita médica. Ele também não é industrializado e só é vendido em farmácias de manipulação.

Mas, com o acesso mais fácil ao comprimido surgem outras questões.

Os melhores vídeos do dia

Afinal, todo mundo pode tomar? Qual é o perigo de usar uma dosagem maior do que recomenda a bula?

Algumas celebridades já usam o medicamento. A cantora Simony é uma das adeptas da melatonina. Há três anos ela começou a tratar a dificuldade para dormir com a substância. Na época, o seu filho caçula tinha 9 meses e ficava a noite toda se acordando. Uma boa noite de sono era praticamente luxo.

"O sono é o equilíbrio químico, mental e físico. Uma pessoa que não dorme bem começa a ficar ansiosa, tem mais fome, depressão, a memória falha. Então, tudo isso envolve uma boa noite de sono", explica o médico Paulo Lessa.

Além da falta de rotina, outros fatores contribuem para a queda de produção de melatonina pelo o organismo. O estresse é um deles. Mas, é importante esclarecer que a substância sintética é indicada para casos específicos que precisam de orientação médica. É um erro comprar e tomar por conta própria.

O hormônio sintético também pode ser usado por pessoas que trabalham à noite e precisam dormir durante o dia.

Mas, é preciso entender que a melatonina não é indicada para mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Também é importante avaliar se a causa da insônia se deve à baixa produção natural do hormônio por alguma outra doença. A dosagem é fundamental e o excesso da droga pode prejudicar a saúde.

Antes de pensar em tomar o medicamento sintético, tente simular a produção natural do hormônio. Quando for para a cama, apague todas as luzes da casa; as frestas de luz podem atrapalhar. Quanto mais escuro o ambiente, melhor a qualidade do sono.