Apesar de não existir nenhum parâmetro para confirmar se a região está conforme a normalidade ou não, o odor da Vulva em muitos casos pode incomodar. Além disso, alguns costumes podem provocar o desequilíbrio da flora vaginal e, consequentemente, provocar cheiros muito desagradáveis.

É comum ter cheiro na vulva?

É bastante comum que a vulva solte algumas secreções. Compostas por bactérias e células mortas, a vulva normalmente tem um odor e, segundo a ginecologista e obstetra Heloisa Brudniewski, nenhuma mulher precisa se preocupar com esse cheiro, que é normal e nas maiorias das vezes quase não dá para notar e pode mudar frequentemente de acordo com a fase do ciclo menstrual.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Saúde

Contudo, quando o cheiro estiver muito desagradável, diferente do normal e proporcionando muito incômodo, é sinal de que tem alguma coisa errada e é hora de marcar uma consulta com o ginecologista de sua confiança.

Qual é o causador do cheiro desagradável na parte íntima?

Na parte externa da vulva existem milhares de bactérias e fungos que vivem em harmonia. A flora vaginal, no entanto, poder sofrer alterações de acordo com determinados comportamentos, como o tipo de alimentação ou o uso de antibióticos. Quando ocorre infecções na vulva, elas vêm acompanhadas de vários sintomas, como um corrimento de cheiro insuportável [VIDEO], nas maiorias dos casos.

Logo abaixo, confira alguns comportamentos que podem afetar a Saúde da sua parte íntima, causando cheiro ruim na vagina

Higiene excessiva – Os pelos e as secreções são fundamentais para a saúde da região. Ao lavá-la muito, é provável que os fungos e bactérias que antes viviam em harmonia, se alastrem, consequentemente causando doenças. Para que isso não aconteça, faça uma higienização normal da parte íntima na hora do banho.

Roupa muito apertada – Os tecidos muito apertados sufocam a vulva e facilitam a proliferação de fungos e bactérias. Para que isso não ocorra, tenha o hábito de usar peças de roupas mais folgadas e fabricadas com algodão.

Sabonete íntimo impróprio – Aqueles sabonetes que limpam excessivamente ou que possuem composições químicas em sua fabricação para alterar o cheiro ou a coloração podem proporcionar alergias. Para evitar, tenha o hábito de usar sabonetes neutros, sem cor e sem cheiro.

Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante e nos ajuda a debater temas de relevância para a nossa sociedade.