Depois das relações íntimas, mais cansadas e um pouco relaxadas, muitas pessoas preferem ficar deitadas em suas camas. Algumas já preferem ir para o banheiro para tomar um bom banho para se higienizar. Contudo, o que muitas pessoas nem imaginam é que há algumas precauções que devem ser tomadas para que não corra o risco de prejudicar a Saúde da parte íntima. Confira logo abaixo algumas coisas que não podem ser feitas após ter praticado relações íntimas com seu parceiro, pois, elas podem ser maléficas para a saúde da sua região íntima.

1 – Não urinar depois das relações

Sim, esse hábito pode fazer muito mal para a saúde, principalmente para o gênero feminino.

Isso ocorre porque, no momento da intimidade, o órgão íntimo do homem entra em contato com o órgão íntimo da mulher e, durante a penetração, muitas bactérias são empurradas para parte de dentro da genitália, o que pode causar sérios problemas de infecção urinária. Os ginecologistas recomendam para que as mulheres não fiquem segurando a vontade fazer ‘xixi’, e assim possam evitar esse problema.

2 – Fazer o uso de sabonete normal para a higienização da vulva

Depois de ter praticado relações íntimas, tomar banho parece ser o método mais higiênico e certo de se fazer, porém, existem muitas precauções que devem ser tomadas nesse momento, pois, se fazer o uso de sabonetes impróprios pode provocar irritações e ressecamentos na região da vulva. O mais indicado pelos ginecologistas é que as mulheres tenham o costume de usar somente água fazer a higienização naquele momento, pois, a vulva é um órgão muito sensível que requer muitos cuidados.

3 – Entrar em uma banheira com a temperatura da água quente

Apesar desse costume ser um grande aliado para aliviar o estresse, não é o mais recomendado. Isso porque ao responder os estímulos sexuais, a região íntima da mulher fica inchada, deixando a vulva sem proteção e em contato com bactérias. Contudo, ir com o companheiro para a banheira é maléfico para a saúde do seu órgão íntimo, pois, os mesmos ficam expostos às bactérias e facilitado que ocorra infecções indesejadas.

4 – Ter o hábito de dormir com lingerie

Embora pareça uma coisa muito simples, ter o hábito de dormir com calcinha pode ser uma prática de um extremo risco para quem terminou de manter relações íntimas. Isso porque a região da vulva fica úmida e quente depois do coito. E quando você faz o uso de lingerie, especialmente ser for aquelas que são fabricadas de materiais sintéticos, você pode estar auxiliando para que surja infecções por fungos que se alastram no local.

Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante e nos ajuda a debater temas de relevância para a nossa sociedade.