O sexo [VIDEO] é fundamental para a vida dos casais. Muitos médicos e especialistas apontam essa como a principal questão da vida a dois e especulam que, se a vida sexual não estiver bem, o relacionamento tende a falir.

Sendo uma questão tão importante, é natural que nem todo mundo saiba como agir durante e após as relações sexuais. Por isso, cometem erros seriíssimos, que podem comprometer o bem-estar em casal, ou mesmo que podem colocar a própria Saúde em risco.

Justamente porque muitas pessoas cometem os mesmos erros, o programa da Fátima Bernardes, ‘’Encontro’’, da Rede Globo, convidou alguns médicos e especialistas para conversar sobre sexo, e ajudar o grande público a conhecer algumas medidas fundamentais para a saúde e o bem-estar.

Todo mundo sabe que depois de transar, a maioria das pessoas quer apenas ficar na cama curtindo o momento. Para isso, se esquecem de ir ao banheiro, seguram a urina e não trocam de roupas por um longo período. Embora isso tudo pareça muito simples, são atitudes que podem comprometer seriamente a sua saúde.

Por isso, a seguir você verá como essas e outras atitudes muito comuns podem ser prejudiciais e como deve evitar esse problemas mudando o seu comportamento após a relação sexual, garantindo que saúde e prazer caminhem lado a lado.

1 - Não prenda o xixi

É natural que após a relação sexual algumas pessoas sintam uma imensa vontade de fazer xixi. Essa é uma atitude que pode causar sérios danos a sua saúde, principalmente nas mulheres, que possuem uma uretra muito menor do que a dos homens.

A urina é responsável por eliminar fungos e bactérias também, o que significa que existe uma função higiênica também. Mas o mais importante em não segurar o xixi é porque isso pode causar infecções urinárias graves e diferentes problemas renais.

2 - Ficar com a mesma roupa

Outro erro cometido por muitas pessoas é permanecer com a mesma roupa por horas depois de manter relações sexuais. Por conta da umidade, essas roupas poderão lhe causar candidíase, que desencadeia coceiras insuportáveis na região genital.

O mesmo acontece com as roupas úmidas usadas em praias, piscinas e academias, que também podem desencadear o quadro desconfortável. Embora seja uma doença de fácil tratamento, é muito incômoda e deve ser evitada.

3 - Sabonete impróprio para a região genital

É fundamental que as mulheres apostem no uso de sabonetes indicados para a região genital. Os sabonetes comuns podem causar uma série de problemas e deixam a vagina desprotegida, enquanto aqueles desenvolvidos especialmente para a região ajudam a equilibrar o pH natural, além de oferecer componentes que mantêm a higiene e a saúde adequadas.