Uma pesquisa feita pelas Universidades de Warwick e Kingsone revela que os Bebês alemães são os que menos sofrem com cólica em todo o mundo e vamos desvendar o motivo disso.

Cientificamente ainda não conseguimos explicar, mas alemães afirmam que o motivo disso está na maneira como eles colocam os bebês para arrotar após cada mamada. Agora vamos compartilhar com vocês passo a passo para desenvolver esse método que pode vir a solucionar a tão desconfortável cólica do seu bebê [VIDEO]. É muito importante ressaltar que não existe comprovação cientifica, porém é sempre bom tentar, não é mesmo? Nossos bebês agradecem!

Então vamos lá

Primeiro passo: o posicionamento do bebê

Bote a barriga do bebê na direção dos seus seios.

Incline-se para frente, de forma que o bebê [VIDEO]fique um pouco inclinado para trás.

Segundo passo: hora dos tapinhas

O próximo passo são os tão famosos tapinhas nas costas. Esses devem acontecer da seguinte forma: os tapinhas devem se inciar da parte de baixo das costas do bebê para cima. Devemos sempre atentar na força que usamos, pois nossos bebês ainda são muito sensíveis e delicados.

Terceiro passo: o bebê deve arrotar três vezes

Nessa última etapa, os pais e mães da Alemanha contam que fazem os seus bebês, arrotarem por três vezes, após a Amamentação. Podemos achar que essa é uma quantidade muito grande de arrotos após uma mamada, porém, acreditem, é desta forma que os alemães fazem há muitos anos e vem dado muito certo.

Sabemos que as cólicas dos bebês são uma realidade que vivemos hoje, infelizmente, muitos bebês sofrem desse mal, e mães e pais sofrem junto, então fica aí uma super dica para tentar diminuir esse problema que já se tornou constante nas famílias atualmente.

Você sabia?

A alimentação da mãe está diretamente ligada as cólicas dos bebês durante a amamentação, por isso é muito importante que a mãe possua uma alimentação saudável e regular. Os principais alimentos que devem ser evitados durante a amamentação são leite, chocolate, brócolis, couve-flor, repolho, feijão, cebola e comidas apimentadas. É sempre válido ressaltar a importância do leite materno, não tem alimento mais rico para o desenvolvimento do seu bebê. Não existe leite fraco o organismo da mãe é capaz de produzir tudo que o seu bebê precisa durante os primeiros meses de vida dele. Se possível, é recomendado o aleitamento exclusivo durante os seis primeiros meses de vida da criança.