O Câncer de mama é o tipo de câncer mais comum e o que mais mata mulheres [VIDEO] em todo o mundo. Uma campanha mundial foi criada para informar e esclarecer mulheres sobre a importância dos exames de prevenção.

A Fundação Susan G. Komen for the Cure lançou, em 1990, em Nova York (EUA), a campanha laço cor-de-rosa, com ações voltadas à prevenção do câncer de mama, mas somente no ano de 1997 é que a campanha começou a ganhar força e várias entidades dos Estados Unidos se juntaram para esclarecer as pessoas sobre o risco, tratamento e prevenção da doença.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Saúde

Neste ano em todos os estados americanos, locais públicos, ruas e grandes magazines foram enfeitados e decorados com laços cor-de-rosa, oficializando assim o “outubro rosa”.

O dia 19 de outubro é marcado como o Dia Internacional do Câncer de Mama, quando é comum ver monumentos famosos em todas as cidades do mundo, decorados ou iluminados com a cor rosa.

O Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; a Torre Eiffel, em Paris; o Empire State, em Nova York; e o Burj Khalifa, em Dubai, são alguns dos monumentos que ficam iluminados com a cor da campanha.

A corrente de prevenção com informações e popularidade da campanha alcançou todo o mundo, motivando povos de diferentes nações a se sensibilizarem com uma causa tão nobre. O Brasil aderiu à campanha do “Outubro Rosa” em 2002, iluminando de rosa o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo.

De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), mais de 57 mil mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama no Brasil no ano de 2016. Vale lembrar que mesmo sendo muito raro, homens [VIDEO]também podem ser afetados com este tumor.

Prevenção contra o câncer de mama

Fazer exames com frequência é muito importante, pois este tipo de enfermidade não apresenta nenhum sintoma específico na sua fase inicial.

Só é possível detectá-lo precocemente com o autoexame e a mamografia, quanto mais cedo o câncer for identificado, mais alta é a possibilidade de cura com o tratamento.

A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que mulheres a partir dos 40 anos façam o exame de mamografia uma vez por ano, porque nem sempre a doença é detectada no estágio inicial com o autoexame. Um estudo feito pelo Inca entre os anos de 2000 a 2009 revelou que 88,3% das mulheres que descobriram a doença no seu estágio inicial obtiveram sucesso com o tratamento e ficaram curadas.

Tratamento do câncer de mama

O câncer de mama é o que mais mata mulheres no mundo. Segundo a Agência Internacional de Pesquisa do Câncer, este tumor afetou cerca de 1,6 milhão de mulheres ao redor do mundo no ano de 2012. A cada 4 mulheres diagnosticadas com câncer, 1 é de mama. Um número preocupante.

O SUS (Sistema único de Saúde) oferece o tratamento contra o câncer de mama dede 2012, de acordo com uma lei aprovada pelo Congresso Nacional. A lei é clara e diz que após o diagnóstico da doença, o tratamento deve começar no prazo máximo de 60 dias.