A maioria das pessoas já chegou em sua casa com uma fome avassaladora, abriu a geladeira e agradeceu por encontrar ovos esperando para serem quebrados em uma frigideira e virarem um delicioso lanche. Há quem prefira gema mole, outros mais firme, duplo, com sal e outros condimentos. Mas a verdade é que o ovo está sempre ali, acessível, saboroso e pasmem, dono de propriedades que o tornam o segundo alimento [VIDEO] mais completo em termos nutricionais, perdendo apenas para o leite materno.

O ovo nada mais é que o abrigo de um embrião. Sua casca é formada por 100% de cálcio e possui poros que permitem a troca de oxigênio com o exterior.

A clara contém 85% de água e a gema tem 35% de gordura. Rico em ácidos graxos saturados e insaturados, aminoácidos, minerais, vitaminas e carotenoides.

Benefícios do ovo

Por ter a capacidade de diminuir os níveis de glicose, o ovo é um bom aliado para quem sofre de #Diabetes, desde que seu consumo seja observado por um especialista. Aumenta os níveis do HDL, o como colesterol bom, e possui propriedades anti-inflamatórias.

É um excelente aliado dos músculos e promovem uma maior firmeza dos tecidos pela ação de uma substância chamada leucina, que é encontrada na clara, o que explica seu alto consumo por atletas que trabalham com a força física.

Gestantes também se beneficiam das propriedades do ovo. Por ele ser um alimento completo, auxilia na formação do feto, principalmente do sistema nervoso.

Estudos recentes também provaram que quem come ovos todos os dias diminui as chances de desenvolver doenças nos olhos, inclusive, a catara, pois o ovo contém substâncias específicas que combatem o desenvolvimento dessas doenças.

Ovo na dieta

Por muito tempo o ovo foi considerado vilão, pois carrega o mito de ser rico em colesterol, mas recentemente foi descoberto que nosso organismo absorve apenas 30% dessa gordura - que ainda por cima é considerada boa.

Por ter a capacidade de saciar a fome por mais tempo, ele é um grande aliado nas refeições noturnas ou naquela hora que a pessoa tem mais dificuldade de controlar a compulsão por comida, além de ser um alimento de baixa caloria.

Há inúmeras dietas que incluem o ovo, mas cada indivíduo tem suas necessidades e restrições. Por isso, nunca comece uma nova rotina alimentar [VIDEO] sem antes consultar um especialista e avaliar as suas condições.

A Organização Mundial de Saúde recomenda que é saudável consumir um ovo por dia para garantir a absorção dos nutrientes, principalmente a proteína.

Vale lembrar que a forma mais saudável de preparação do ovo é cozido ou poché. Quando ele é frito absorve o óleo saturado, que prejudica os níveis de colesterol. Na forma crua há o risco de contaminação por uma bactéria chamada salmonela, que pode desencadear vários efeitos colaterais graves. #Alimentação Saudável