Uma jovem de nome Charlotte Foster, que tinha apenas 23 anos de idade, morreu em janeiro desse ano, no entanto, o caso voltou à tona recentemente porque somente agora a causa da sua morte tão prematura foi desvendada através de inquérito.

A descoberta da causa da morte

Há cinco meses que a garota tomava a pílula anticoncepcional, não só como método de prevenção de gravidez mas também como tratamento para suas acnes. O medicamento muito conhecido era o Dianette, conhecido popularmente como Diane-35. A indicação para o uso foi da sua ginecologista particular. Tomando como base muitas análises foi possível constatar que a morte de Foster foi causada por o uso do Diane-35, pois contribuiu para formação de um coágulo de sangue na artéria, que acontece geralmente nas veias da perna (na área da coxa ou dos quadris) e assim gerou a embolia pulmonar. Essa doença, também conhecida como trombose venosa profunda faz o bloqueio da passagem de sangue.

Mas no caso da garota Chalotte, a doença se implantou no seus pulmões.

Três semanas antes do seu falecimento

Três semanas antes da sua morte, a jovem procurou um médico e relatou que sentia dores muito fortes nas pernas, ele ignorou os sintomas e aconselhou que a jovem fosse relaxar, aproveitasse o dia em algum spa. A mãe também preocupada alertou ao médico que ela não sentia somente as dores nas pernas, mas também chegava a sentir dores nas costelas e costas, palpitações e dificuldade para respirar normalmente. Novamente o médico ignorou tudo o que se passava, levando ao pior, a morte de Charlotte Foster, que acabara de concluir seu curso superior.

São cada vez mais comuns casos semelhantes ao de Charlotte. Diante desse cenário tão assustador é que mulheres estão repensando a possibilidade de aderir ao uso de pílulas anticoncepcionais e indo atrás de outros métodos menos prejudiciais.

Mas o que é importante lembrar é que cada organismo reage de uma forma única a medicamentos, isso deve ser levado em consideração em casos como o acima narrado. Importante também lembrar que a automedicação nunca deve acontecer, é de grande importância buscar a orientação de um ginecologista antes de pensar em fazer o uso de qualquer medicamento, pois algumas mulheres têm grande tendência para desenvolver Trombose venenosa e, nesses casos, não devem fazer o uso do anticoncepcional, visto que ele ajuda no desenvolvimento da doença, funcionando como uma espécie de catalizador.