2

Os exercícios mentais para o emagrecimento [VIDEO] estão ligados a práticas como o aumento da confiança em ter sucesso, a identificação de obstáculos, pensando em soluções antecipadas para eles e reaprender a lidar com a comida.

A reprogramação da mente está sendo muito utilizada ultimamente, pois os maiores desafios de um obeso é a sua saúde mental. As maiores queixas de quem quer emagrecer são a Ansiedade e a depressão [VIDEO], que juntas fazem com que as pessoas comam mais, sofrendo com o excesso da alimentação.

1. Evite se pesar todo dia

Como foi citado acima, a ansiedade é um fator que leva à má alimentação. Evite usar a balança todos os dias.

Estipule apenas um dia na semana para verificar o seu peso. A pessoa pode se frustrar caso não considere que a perda de peso foi significativa e desistir. A perda de peso vem, em primeiro lugar, nas medidas e, depois, na balança. Fique de olho na fita métrica, tire e anote suas medidas uma vez a cada 10 dias.

2. Valorize cada conquista

A valorização de suas conquistas, um dia após o outro, é extremamente importante para uma reeducação alimentar. Pense que tudo é importante para uma pessoa que está mudando seus hábitos. Se um dia não fizer exercícios físicos por algum motivo, foque na alimentação e não se abale por isso. Pense sempre no após, nunca no agora. Uma desistência poderá fazer você voltar muitos degraus.

3. Não foque apenas na aparência

O principal objetivo de quem quer realizar uma mudança é a aparência, mas pense o quanto pode ser doloroso não ver a mudança tão desejada.

Por isso, o ideal é apenas focar no seu bem-estar. A sugestão é pensar em todas as melhorias que essa nova vida está proporcionando para você, e a aparência será apenas um extra.

4. Planeje saídas para os obstáculos

Enquanto você está se adaptando a sua nova rotina, as pessoas a sua volta continuam com as delas, e é extremamente comum se deparar com desafios. Todas as vezes que sentir vontade de comer algo que não pode respire fundo por 5 segundos e pense no seu objetivo.

5. Faça acompanhamento psicológico

O acompanhamento com um psicólogo ajuda a entender quais os motivos que levam uma pessoa a comer em excesso, que, muitas vezes, podem ser consequência de problemas psicológicos causados na infância pela família ou devido a relacionamentos abusivos.

É indispensável consultar um profissional caso não consiga colocar em prática, de forma alguma, uma alimentação regrada. Nesse caso, normalmente, o médico receita um remédio para controle de ansiedade. Aconselha-se também que se evite a ingestão de comidas de fast food, álcool, massas e alimentos com alto índice de gordura.