A forma do órgão reprodutor masculino pode ser um sinal de alerta de câncer, em um sintoma que não deveria ser ignorado pelos homens. Existem várias formas do órgão do homem e até tamanhos e cores diferentes. Porém, a genitália masculina [VIDEO] poderia indiciar coisas graves, que muitos homens estão descuidando. De acordo com novas pesquisas, os homens que têm o órgão com uma curvatura têm maior possibilidade de contraírem vários tipos de câncer.

A pesquisa é tão preocupante quanto parece, até porque a doença é das mais graves que se podem anunciar. Porém, o médico especialista Seth Rankin explica a descoberta, não como uma forma para assustar os homens, mas antes para aumentar a conscientização de uma doença grave, que tem na prevenção a sua fase mais importante, e que tanto eleva sua taxa de cura.

De acordo com os especialistas, os sinais poderiam ficar demonstrados durante a ereção, sendo normal que o órgão reprodutor fique mais curvado para a esquerda ou para a direita, o que na maior parte dos casos é completamente normal. Porém, quando o órgão curva mais do que 15 graus, isso poderia ser um sinal da doença de Peyronie, que afeta um em cada 20 homens no Reino Unido, onde a pesquisa foi feita.

Falando exclusivamente para o jornal Daily Star, o médico Seth Rankin, fundador da London Doctor's Clinic, explicou: "A doença de Peyronie afeta o eixo do órgão masculino. Provoca ereções dolorosas e muitas vezes uma curva no órgão, formando até ângulos retos.”

Agora, um novo estudo do Baylor College of Medicine encontrou uma ligação chocante entre a doença de Peyronie e várias formas de câncer.

Durante a pesquisa, os cientistas rastrearam 1,7 milhão de homens durante nove anos. Alguns deles sofreram problemas, como a doença de Peyronie e disfunção erétil, enquanto outros tinham membros perfeitamente saudáveis.

Os pesquisadores descobriram a preocupante estatística de que os homens com doença de Peyronie eram 43% mais propensos a serem atingidos com câncer de estômago, 39% mais propensos a desenvolverem câncer testicular e 19% mais chances de contraírem câncer de pele, o chamado melanoma, isso quando comparado com homens sem queixas sobre a sua genitália. [VIDEO]

A doença de Peyronie é mais comum em homens mais velhos e geralmente afeta 5% dos homens com mais de 50 anos. Os primeiros sinais de alerta são uma ereção dolorosa ou um nódulo no eixo do órgão quando ele está flácido. "A curva geralmente vem mais tarde, mas nem sempre", explicou Seth Rankin, aconselhando a todos os homens que desconfiem dessa doença para procurarem um médico.

Afinal, qualquer ameaça de câncer pode ser tratada, e um alerta precoce pode se revelar decisivo na cura.