Não é novidade para ninguém que os anticoncepcionais hormonais não trazem apenas benefícios para quem faz o uso. Tratando-se desse tipo de Contraceptivo utilizado por mulheres, o principal, quando o assunto é risco para saúde, é a pílula oral. Esses riscos para a saúde estão presentes no aumento da probabilidade de ocorrência de trombose e também elevação da possibilidade de desenvolvimento do famoso câncer mamário. Porém, a comunidade científica era crente que soluções iriam ser desenvolvidas para contornar esses riscos e trazer mais segurança com a existência dos contraceptivos mais modernos, que se diferenciam por conter menos estrogênio.

Mas, um estudo publicado mudou as expectativas de todos.

O estudo em questão foi publicado nesta quinta-feira (07), no The New England Journal of Medicine e reafirma que tratamentos hormonais para a prevenção de gravidez elevam a chance de existência de um Tumor mamário. Esse aumento, em números, fica em torno de 20%.

Para conseguirem chegar a essa conclusão, pesquisadores de um hospital localizado na Dinamarca, analisaram 1,8 milhões de mulheres. Essas foram selecionadas de acordo com a idade. Deveriam estar entre 15 e 49 anos e que não apresentassem nenhum tipo de doença como: coágulo no sangue, câncer e nem tivessem participado de tratamento para alcançar a infertilidade. As participantes do projeto foram observadas por exatos onze anos.

Os estudiosos da área declararam que as pessoas que já utilizaram esse método ou estão fazendo uso atualmente estão com risco mais alto de ter o câncer mamário, quando comparado com mulheres que não utilizam esse meio.

Aumento de 20%. Porém, essa elevação percentual tem certa variação e é de acordo com a idade e tempo de uso desse tipo de anticoncepcional.

Os pesquisadores [VIDEO] também concluíram que os riscos continuam elevados por mais que o uso do medicamento seja descontinuado. No entanto, essa elevação só continua para mulheres que utilizaram o método por mais de cinco anos consecutivos. Nessa análise foi possível perceber também que nas pessoas que faziam uso do contraceptivo por pequeno período e pararam, o risco desapareceu de forma rápida e completa.

É importante também frisar que todos os métodos hormonais entram como influenciadores da doença, sejam eles adesivos, anéis, injeções, implantes e até mesmo o DIU de hormônio.

Apesar dos dados, o risco geral de câncer mamário é baixo, mas ainda existente. [VIDEO] Logo, é importante pensar bem sobre qual método utilizar e buscar um médico antes de qualquer atitude.