É muito comum que quando estamos conversando com uma pessoa que muda muito de opinião ou que muda seu humor de forma constante, nós a rotulamos de bipolar. Diz-se que "aquele é bipolar" por isso, esse por aquilo, mas o fato é que o transtorno bipolar é uma doença grave, psiquiátrica, que necessita de diagnóstico e tratamento adequado para a pessoa conseguir viver uma vida social de forma normal.

O que é o transtorno bipolar?

Caracterizado como uma doença psiquiátrica do tipo transtorno de humor, a doença se caracteriza por episódios de grande felicidade e excitação psiquica [VIDEO], com episódios de extrema tristeza e frustração.

Dessa forma, a doença contempla os dois polos do humor, a alegria e a tristeza, mas de forma intensa, por isso o nome de transtorno bipolar.

Mas não é normal ficarmos tristes e felizes?

Sim, isso é extremamente normal, o que se deve é tomar cuidado de não confundir esse balanço normal do humor com a doença. Claro que é normal que quando temos uma desilusão amorosa fiquemos chateados e tristes por um período de tempo, e quando temos uma grande felicidade, como por exemplo passar no vestibular, tenhamos uma grande alegria.

Mas o que acontece no transtorno bipolar é uma alegria e uma felicidade incontrolável, bem como uma tristeza que parece não ter fim, um quadro depressivo. Imagine a seguinte situação: uma pessoa tem quadro de transtorno bipolar e um familiar querido morre. Se essa pessoa estiver em crise de mania (alegria), ela dará risada com a notícia, ficará feliz.

Além do humor característico, é muito característico a forma que uma pessoa em crise de alegria se veste, geralmente com roupas muito coloridas e com muitos adereços. Não existe aqui senso nenhum para que uma roupa combine com outra, isso está perdido na doença.

Famosos com transtorno de humor

Muitos famosos já anunciaram que sofrem de doenças psiquiátricas de forma geral. A depressão é uma doença que ganha destaque, juntamente com os quadros de ansiedade, como a síndrome do pânico. No caso do transtorno bipolar, o comediante Jim Carrey e a famosa cantora Britney [VIDEO]já afirmaram que sofrem da doença, mas que hoje estão controlados com o uso regular das medicações prescritas pelo médico.

É importante entender que se você sentir desconfortável com qualquer sintoma que possa indicar muita tristeza ou muita alegria, o melhor é procurar um médico, de preferência um médico psiquiatra para que ele possa te ajudar.