Em conformidade com as diretrizes internacionais, a dieta de medicamentos é o método ideal para o tratamento do diabetes, e a esse tratamento pode se associar a alimentação e o estilo de vida. Os tipos de diabetes são:

Diabetes Tipo 1: O diabetes tipo 1 pode ser diagnosticada em adultos, mas é um mau principalmente da adolescência ou da infância [VIDEO] e seu tratamento é feito com insulina, entre outros medicamentos e para controlar o nível de glicose no sangue, recomenda se a prática habitual de atividades físicas, com um planejamento alimentar adequado. Entre as pessoas que sofre de diabetes, o tipo 1 é responsável por 5 e 10% dos casos.

Diabetes Tipo 2: O Tipo 2 é responsável por 90% dos casos de diabetes e é diagnosticado principalmente em adultos e, com menor frequência, em crianças. O tratamento varia de acordo com a gravidade do caso, podendo ser planejamento alimentar, atividades físicas frequentes, e também insulina.

Remissão completa da doença

Um dos principais causadores da redução da funcionalidade do pâncreas e do fígado, é o excesso de gordura abdominal, e a doença pode se complicar, causando outros males graves como doenças renais e cardíacas, amputação dos pés [VIDEO] e até a cegueira, se não for tratada.

No Reino Unido, as Universidade de Newcastle e Universidade de Glasgow, em pesquisa recente, comprovaram que a reversão do diabetes do tipo 2 pode se dar através da perda de peso, ficando livre dos sintomas e das complicações causados pela doença, sem a necessidade de tomar medicamentos.

O Congresso da Federação Internacional de Diabetes, em sua última edição apresentou estudo no qual comprova que a cada 10 que perderam 15 quilos, 9 se recuperaram completamente da doença. Ainda segundo a pesquisa, 50% dos participantes entraram em estado-mão -diabético e todos os participantes perderam 10kg, em média, depois da dieta líquida de baixa caloria.

Os pesquisadores dividiram em dois grupos, 298 pacientes diagnosticados nos seis anos anteriores com o diabetes tipo 2, todos adultos com idades entre 20 e 65 anos, e observou se que, dos pacientes que faziam parte do grupo que teve tratamento convencional, apenas 4 % obtiveram remissão completa da doença.

Revolução no tratamento

Os voluntários, segundo os pesquisadores, durante o processo foram orientados a fazer terapia cognitivo-comportamental, receberam apoio, e foram encorajados a praticar exercícios, durante o processo.

A perda substancial de peso está diretamente relacionada às chances de cura e, portanto, a redução dos sintomas da doença, e garante menos gordura no pâncreas e no fígado.

A dieta ministrada pelos pesquisadores consiste em quatro refeições diárias, onde a sopa e os preparados de vitaminas limitam se a 853 calorias diárias por um período que pode variar de 3 a 5 meses.

A essa dieta seguida pelos participantes, foi inserida gradativamente, os alimentos sólidos, durante um período de 2 a 8 semanas.

Segundo Roy Taylor, líder da pesquisa, essa descoberta revoluciona a forma como o diabetes é tratado, sendo o sobrepeso a principal abordagem do projeto, e serve como base para nortear a forma efetiva do tratamento