As dietas que são destaque no ano de 2018, configuram-se as melhores reguladoras alimentares, escolhidas pela área científica.

Com o objetivo de melhorar a Saúde do organismo, todos os anos ocorre uma votação, cujo objetivo é definir as melhores dietas, sendo a escolha das mesmas efetivada por especialistas renomados da área nutricional.

A revista americana U.S. News & World Report, promove a escolha das melhores reguladoras alimentares do ano. Sendo essas definidas por especialistas e cientistas, que fazem parte de grupos de pesquisas da área nutricional, das inúmeras universidades americanas.

Após a verificação minuciosa efetivada pelos estudiosos, através das suas observações aprofundadas, tanto na teoria como na prática, o nome das melhores dietas do ano é definido.

As dietas que são destaque no ano de 2018 tiveram um empate, pois a ‘medalha de ouro’ foi dividida entre as dietas Dash e Mediterrânea.

Dieta Dash

A dieta Dash, ou a nomeada Dietary Approaches to Stop Hypertension, teve seu desenvolvimento nos EUA, a cerca de 20 anos atrás.

O controle da alimentação através dessa forma nutricional enfatiza a diminuição do sódio, do açúcar e das gorduras saturadas, a fim de prevenir os riscos de enfarto e derrame.

O cardápio da dieta Dash engloba alimentos como frutas, verduras, legumes, grãos integrais, leguminosas, carnes magras e lácteos com um baixo teor de gordura.

Inúmeros testes enunciaram, o quanto esse controle alimentar possui efeitos vitoriosos, diante dos problemas com a pressão arterial. Os primeiros estudos demonstraram a diminuição da pressão sistólica e diastólica, em praticamente duas semanas, após o início do controle da ingestão alimentar.

A dieta Dash vem sendo uma das prioritárias a serem utilizadas pelos especialistas da área médica, quando a alimentação tem se manifestado prejudicial para o controle da pressão arterial.

Dieta do mediterrâneo

A notória dieta do mediterrâneo possui sua alimentação baseada nos costumes alimentares de todos os países que formam a região do mediterrâneo.

Os costumes gastronômicos dessa região do globo terrestre se caracterizam pelo baixo consumo de carne vermelha, gordura de origem animal, doces e produtos industrializados.

Os peixes e os frutos do mar possuem um lugar reservado na gastronomia do mediterrâneo. As carnes brancas são somente consumidas com moderação, sendo descartado o uso da carne vermelha.

Os benefícios dessa dieta referem-se à prevenção do câncer, bem como o controle do açúcar no sangue, além das vantagens para a saúde do coração.

O destaque ocorre, principalmente, devido ao fato das análises científicas referentes à dieta do mediterrâneo aumentar consideravelmente a expectativa de vida dos seres humanos.

Uma outra característica da dieta do mediterrâneo é o uso do vinho tinto, que contém o resveratrol, uma substância que auxilia no controle do colesterol, influenciando a saúde do coração.

Os cuidados com a alimentação vão além da estética, sendo uma questão de saúde pública, pois a obesidade pode ser fatalmente prejudicial. As dietas que são destaque no ano de 2018 são recomendadas por quem conhece sobre o assunto e aprofundou os estudos no funcionamento saudável do organismo humano.