Não há nada mais temido no mundo masculino do que o tenebroso exame de próstata [VIDEO]. É sempre um momento muito delicado, porém, muito necessário para a prevenção do câncer nesta região.

Tanto a adaptação de novos hábitos mais saudáveis como a visita ao médico, são muito importantes para que os homens possam se prevenir. A descoberta precoce de um Câncer de próstata pode salvar vidas e é por isso que quando o assunto é esse, todo cuidado ainda é pouco.

Os alvos mais comuns desse tipo de câncer são os homens com idades maiores que 50 anos, porém isso é claro, não indica que a doença não possa atingir os mais jovens. Um dos sintomas mais comuns ocorrem quando a próstata está maior e a frequência urinária aumenta, isso, além da dor na hora de fazer xixi que acaba surgindo.

Uma das melhores formas de se cuidar é praticando atividades físicas regularmente e mantendo uma dieta saudável e equilibrada. Além disso, o homem [VIDEO]precisa ir frequentemente ao médico para fazer exames de rotina, em especial os da faixa etária de maior risco.

A boa notícia

Agora, a boa notícia é que, para os que não são muito adeptos a exercícios físicos e nem a uma alimentação mais regrada, há outra forma de prevenir o câncer de próstata. Segundo uma pesquisa feita por um site europeu de urologia, o European Urology, uma delas é mantendo uma atividade sexual bem alta.

Para chegarem a essa reposta, os pesquisadores analisaram 32 mil candidatos. Os que tiveram maior número de ejaculação, eram os que tinham um menor número de chances de apresentarem tumores na próstata.

Segundo o que os pesquisadores publicaram no ‘The Independet’, os homens com maior frequência de ejaculação, se comparados aos que tinham menor frequência, tinham menos chances de apresentarem câncer de próstata.

Além disso, foi constatado por eles que a vida sexual ativa para o homem [VIDEO], é uma das melhores formas de preveni-lo contra esses tumores.

Como praticar

Os autores da pesquisa descobriram também que há um certo número de vezes que um homem precisa ejacular por mês para que estejam protegidos contra o câncer. Para eles, a prática deve ser feita 21 vezes, isso por si só já seria o suficiente. Agora, em valores percentuais, acredita-se que essa frequência, é capaz de reduzir cerca de 33% em relação ao risco de o homem ter câncer.

Embora ainda não exista nada que comprove que o estudo faça sentido, há uma especulação de que a frequência ejaculatória regular do homem, possa eliminar toxinas nocivas do corpo. Mas é claro, isso não é nada sem levar em conta que outros problemas possam vir a contribuir para ao aparecimento do câncer, como por exemplo: o tabagismo, a alimentação gordurosa, a obesidade e também outros tipos de fatores hereditários.