As mulheres [VIDEO] sempre foram conhecidas como o “sexo frágil”. Essa visão é longínqua e com o passar do tempo a ideia foi se perpetuando e sendo utilizada até mesmo pela indústria publicitária para promover marcas e criar propagandas.

Basta um exercício simples de reflexão e facilmente será possível lembrar de inúmeros comerciais televisivos que mostravam o sexo #feminino em apuros ao tentar abrir potes de azeitonas ou latas de ervilhas, trocar pneu de carro, entre outros. Sempre deixando claro o quão frágil é a mulher em comparação ao homem.

Todavia, pesquisadores da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, resolveram estudar sobre o tema e chegaram à conclusão de que o homem é o verdadeiro ‘sexo frágil’.

A base do estudo consistiu em analisar a história de sete populações que passaram por extrema dificuldade nos últimos 250 anos. Entre eles, estão:

  • Povos ucranianos e suecos que viveram escassez de alimentos nos séculos 18, 19 e 20;
  • Escravos de Trinidad e Tobago do século 19;
  • Irlandeses vítimas de sarampo no século 19.

As mulheres eram mais resistentes

Durante o estudo, os cientistas notaram detalhes consideráveis e distintos na maneira em que homens e mulheres se comportavam e sobreviviam mediante a realidades negativas.

Foi citado o exemplo do período de fome extrema na Ucrânia do século 20. Nesta época, o tempo médio de vida das crianças era de 7,3 anos para homens e 10,85 anos para mulheres [VIDEO].

Assim, os estudiosos concluíram que, nos períodos históricos de adversidade, as mulheres resistiam mais que os homens, conseguindo sobreviver quase cinco anos a mais do que o sexo oposto.

Com essa descoberta, os pesquisadores da Universidade de Duke contrariam totalmente a ideia de que o sexo feminino é o frágil.

Por que isso acontece?

Para explicar a “super resistência” das mulheres, os especialistas associaram o fato com a presença do cromossomo X (célula que indica o sexo feminino no ser humano), além da criação do hormônio estrógeno. O estrógeno não só é responsável por definir as características femininas, como também seria o principal responsável por resguardar o organismo das mulheres, bem como aumentar a resistência contra doenças em geral.

Já os homens possuem a testosterona, o hormônio que age de forma inversa ao estrógeno. A testosterona expõe o homem a riscos e momentos adversos, além de incentivar #Comportamentos imprudentes e totalmente perigosos, colocando o homem em situações que podem ser fatais. #masculino