A cada dia que passa, mais pessoas vem aderindo à dieta vegetariana. No Brasil, a Segunda Sem Carne chegou a estar presente em 300 municípios. A campanha, por aquim é a que mais impactou as populações onde ela se faz presente. Lançada em 2009 pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), como tudo que é novidade, teve aderências, mas também descontentamento por parte de alguns segmentos e não menos daqueles que não abrem mão de um prato recheado de proteína animal.

Seria a abolição da carne o melhor caminho contra as doenças?

Uma pesquisa promovida pela universidade de Harvard, nos Estados Unidos, deixou claro para nós que o consumo diário de carnes aumenta o risco de doenças cardíacas.

Durante 20 anos, analisou-se o perfil alimentar de 120 mil pessoas e os resultados não deixaram dúvida: as pessoas que comem menos carne vermelha vivem mais e melhor do que aquelas que não dispensam um pedaço de bife no prato todos os dias. Isso foi constatado pela maior incidência de cardiopatias, como também o câncer nas causas de morte dos que eram carnívoros contumazes.

Aos que temem o câncer de próstata, um aviso

Dependendo da procedência ou do cozimento excessivo, a carne vermelha pode liberar substâncias nocivas ao organismo, explicou o nutrólogo Wilson Rondó. E acrescentou, lembrando "Quem sofre de câncer de próstata deve tomar o mesmo cuidado, pois a carne estimula a produção de testosterona, o que pode prejudicar o quadro da doença".

O maior perigo encontra-se nas carnes processadas e embutidos, como bacon, linguiça, etc.

Os melhores vídeos do dia

Por não serem tão frescas, aumentam o risco de contaminação e doenças. Uma das características do alimento carnívoro é sua permanência no intestino por um período mais prolongado do que os alimentos naturais. Esse é um fator preponderante no que se refere aos malefícios do exagero na alimentação com carne.

Paul MacCartney e a segunda-feira sem carne, mas não no Brasil

De autoria do deputado estadual Feliciano Filho (PEN), a lei não vingou por aqui. “Pelas pessoas, pelos animais e pelo planeta”. Era esse o slogan da campanha de Paul, quando da sua turnê “One on One” pelo nosso território. Ele mesmo lançou a campanha no Reino Unido e se empolgou com o apoio dos fãs brasileiros ao ponto de convidar a equipe da SVB a acompanhá-lo em sua turnê Brasil afora. Mas, infelizmente, vamos ter que aguardar que encontremos novas alternativas de conscientização quanto a este problema.