Equilibrar uma dieta saudável no dia a dia parece tarefa fácil, mas pode não ser tão simples assim.

A correria diária, excesso de atividades múltiplas, reduz o tempo para preparar alimentos adequados ricos em vitaminas e minerais, por isso cresce a busca por suplementos alimentares para que o organismo obtenha uma quantidade por dia suficiente para o bom funcionamento do corpo.

Entre esses aliados está o magnésio que pode trazer inúmeros benefícios para o bom funcionamento do organismo. Ele é capaz de melhorar o ritmo cardíaco, regular a pressão arterial, é fonte de energia que facilita o ganho de massa muscular, ajuda a melhorar a produção de colágeno, mantém controlados os níveis de açúcar no sangue, alivia o stress e ansiedade, diminui problemas digestivos, ajuda regular o intestino, proporciona saciedade por mais tempo e contribui para perda de peso diminuindo acumulo de gordura devido ao controle metabólico de açúcar, também equilibra a produção de melatonina o que auxilia na qualidade do sono, torna absorção de sódio, potássio, cálcio e fósforo mais eficaz.

Quando os níveis de magnésio estão deficientes no físico, ele sofre com dores em algumas regiões como, pescoço, costas além de deixar músculos fracos, provocar arritmia, quadros de osteoporose, a carência de outros minerais entre outros problemas.

A quantidade indicada desse mineral é variada, sendo diferente para homens e mulheres e também de acordo com a idade, então consulte seu médico ou nutricionista para conferir qual se adequá melhor a você.

A nutricionista funcional Bruna Regina Garcia recomenda e detalha melhor alguns dos benefícios desse mineral

“O magnésio é um mineral essencial para manter a boa Saúde, envolvido em mais de 300 reações biológicas, uma vez que sua principal função está associada à ativação de várias enzimas envolvidas no metabolismo de carboidratos, lipídios, proteínas e eletrólitos. Entre tantos benefícios podemos destacar alguns;

1.Relaxamento das paredes dos vasos sanguíneos, diminuindo o risco de hipertensão.

2.Regula níveis de cálcio, sódio e Potássio no organismo. Processo Vital para ações como: conduções de impulso nervoso, contrações musculares, ritmos cardíacos regulares e saudáveis, alivia dores musculares e espasmos.

3.Responsáveis por construir uma densidade óssea saudável por regular metabolismo de cálcio e por ativar vitamina D no organismo, ambos necessário para construção e manutenção óssea.

4.Uma das funções do magnésio é melhorar ação da insulina no organismo, contribuindo para manter níveis de glicose no sangue mais estáveis, ou seja a insulina consegue se ligar mais facilmente a glicose e transporta-la para o interior das células do corpo e desta forma produzir energia. Quando esse mecanismo não é eficiente, ou seja, quando o organismo apresenta uma resistência à insulina, as células do fígado e músculo não reconhecem essa insulina e com isso o pâncreas tem que produzir cada vez mais e mais insulina para garantir esses níveis de glicose estáveis e a produção de energia. Com o tempo o pâncreas fica sobrecarregado e vai progressivamente esgotando sua capacidade de produzir insulina, podendo levar ao quadro de diabetes tipo 2.

5. Melhora funcionamento intestinal [VIDEO].

6. Magnésio tem importante papel no sistema nervoso central, é fundamental na formação de serotonina, um neurotransmissor envolvido com alterações de humor, ansiedade, irritabilidade, depressão, insônia e hiperatividade. A deficiência de magnésio também está relacionada com dores de cabeça tensionais e sintomas da TPM (tensão pré menstrual [VIDEO]).

Portanto esse mineral deve fazer parte da sua alimentação diária. Facilmente encontrado em muitos alimentos como por exemplo: sementes de abóbora, caju, cavala, abacate, salmão, quinoa, acelga, chocolate amargo, amêndoas, banana, brócolis, espinafre, couve de Bruxelas, arroz integra etc.

A falta de magnésio no organismo pode trazer inúmeros problemas a saúde, por isso uma alimentação balanceada e equilibrada é a melhor forma de melhorar a saúde. Em alguns casos ele pode ser suplementado, mas sempre com orientação nutricional ou médica para adequação das doses".