O intestino é considerado o nosso segundo cérebro. Por ter um sistema nervoso bastante complexo, ele consegue se comunicar com o cérebro. Dependendo de como esta o funcionamento do nosso intestino, ele acaba influenciando uma série de hormônios, inclusive a serotonina, que é associado ao prazer e bem-estar, tendo 80% dele com produção no intestino.

O intestino é a base de absorção das vitaminas e dos minerais da nossa alimentação, então, na verdade, tudo começa ali. Muitas vezes as pessoas têm determinados objetivos, como: emagrecer ou ganhar massa magra, porém possuem uma função intestinal alterada. O princípio para ser mais saudável é melhorar a fonte de absorção, que é o intestino, e, a partir daí, obter um corpo em bom funcionamento e, consequentemente, conseguir alcançar o objetivo, seja ele emagrecimento, ganho de massa muscular ou o bem-estar.

Cuidar do intestino significa:

  • Fazer uma boa mastigação, já que todo o processo de digestão começa na boca;
  • Ter um bom consumo de fontes de fibra, tanto fibras solúveis que são: saladas, frutas, verduras e legumes. Quanto as fibras insolúveis como: aveia, chia, linhaça, grãos integrais. As fibras irão ajudar a formar as fezes.
  • Consumir muita água, que muitas vezes é super negligenciada, porem é a base. Se não houver essa ingestão de água, as fezes ficarão ressecadas e o intino ficara preso.
  • Em muitos casos podem aderir a probióticos [VIDEO], que encontramos como medicamentos manipulados ou nas farmácias comerciais. Os probióticos ajudam na recuperação da flora intestinal mantendo um bom funcionamento, isso será importante tanto para a questão de absorção de nutriente, produção de hormônio, para manter uma boa imunidade.

Segundo cérebro

Fique de olho no intestino, pois ele é a base da sua saúde [VIDEO].

Se não está funcionando bem, procure um nutricionista, ele vai auxiliar tanto na sua alimentação, quanto a suplementação. Pode ter certeza que irá valer a pena, pois sua saúde vai melhorar cerca de 200%.

Nós não somos o que comemos, mas sim o que conseguimos absorver. Se a parede intestinal não for adequada, ocorrerá uma ingestão desnecessária. Muitos casos de obesidade estão relacionadas a absorção de gordura ao invés de nutrientes. Possuímos cerca de 1 a 2 kg, do peso corporal apenas de bactérias intestinais. Para cada célula do corpo existem 10 bactérias no intestino. Elas precisam ter um equilíbrio. Quando temos uma alimentação adequada, nutrimos as bactérias boas, do contrário elas morrem.