Será que existem diferenças entre os sociopatas e os psicopatas? Infelizmente, quando surgem notícias [VIDEO] de crimes estarrecedores, com requintes de crueldades, esses seres estranhos certamente sempre estão envolvidos.

Obscuros, quase indecifráveis, provocam tanto pânico entre as pessoas normais. Alguns profissionais os definem como psicopatas ou sociopatas. Outros porém , alegam existirem muitas coisas em comum entre eles, mas também divergências bem marcantes.

Sociopatia e psicopatia definem o mesmo transtorno de personalidade?

Ambos são considerados pela DSM-5, o "Manual de Diagnóstico Estatístico de Doenças Mentais [VIDEO], Transtornos da Personalidade Antissocial” dos Estados Unidos, como anomalias que partilham de descrições comportamentais comuns entre eles, levando a definição científica a uma confusão.

Alguns especialistas definem que eles têm em comum a ausência da emoção, são guiados apenas pela razão. Portanto, são incapazes de sentirem empatia, isto é, se colocarem no lugar de alguém.

Jamais sentem remorsos, sendo impossibilitados de se enquadrarem nas normas da sociedade, não respeitando as leis comuns e sociais, tendo comportamentos que não condizem com as mesmas, agindo sempre de forma desfavorável e falaz.

Sabem fingir muito bem. São extremamente inteligentes, ardilosos e manipuladores. O site Psychology Today afirma que, apesar de inúmeros pontos em comum, tanto um como outro ainda possuem características que os diferenciam, sendo que os sociopatas tendem facilmente ficarem nervosos e agitados, sendo voláteis, explosivos emocionais, incluindo acessos de raiva.

Eles têm uma tendência a viverem à margem da sociedade, sendo instáveis nos lugares e também nos empregos.

Eles têm dificuldades em formarem vínculos afetivos com pessoas ou grupos.

Mesmo assim, muitos deles o fazem, levando em consideração que não mantêm nenhum apreço em relação à sociedade em geral. Seus crimes poderão ser casuais, sem serem planejados.

Os psicopatas, por outro lado, são incapazes de formar ligações emocionais. Contudo, sempre se passam por pessoas encantadoras. São extremamente manipuladores, facilmente ganham a confiança das pessoas. Mesmo desprovidos de emoção, são exímios imitadores, choram facilmente, sempre parecendo normais para as pessoas inocentes.

Inteligentes, bem educados, são capazes de manterem seus empregos por uma vida inteira. São sedutores e jamais levantam suspeitas entre o círculo familiar e social em que vivem. Ao contrário do sociopata, o criminoso psicopata se mantém sempre calmo, planejando cuidadosamente cada detalhe com antecedência.

A psicopatia é o mais perigoso dos transtornos de personalidades antissociais. O psicopata sente prazer em matar, visando suas vítimas como objeto de diversão. Bem-sucedidos, eles estão entre as mais diversas profissões, chegando a atingir altas escalas na sociedade.