Mais um caso de Fake news tem se espalhado de forma vertiginosa o Brasil nos últimos dias. Desta vez, um áudio disseminado no WhatsApp afirma que um novo vírus mortal, denominado H2N3 está se espalhando, e a Organização Mundia de Saúde (OMS) estaria omitindo o fato para não alarmar a população.

Segundo a mensagem, o novo vírus é uma variação do influenza A h1n1 e estaria causando mortes no Brasil. O áudio ainda afirma que um casal de Rio Claro, São Paulo, teria morrido infectado pelo H2N3. Além disso, cita que em Goiás mais de 70 casos de infecção pelo vírus altamente mortal estariam sendo investigados.

Áudio sobre vírus mortal é falso

Conforme esclarecimentos da OMS e do Ministério da Saúde, a notícia compartilhada pelo aplicativo de mensagens WhatsApp é falsa.

De acordo com os esclarecimentos, em 2017 houve a circulação do vírus influenza A H3N2 no Brasil, entretanto, não houve nenhum caso de morte nem registros de muitas pessoas infectadas.

O órgão esclareceu ainda que as mortes registradas em Rio Branco foram em decorrência do H1N1.

Ministério da Saúde esclarece boato sobre vírus H2N3

A fim de esclarecer a situação, o Ministério da Saúde divulgou nota dizendo que o vírus influenza é controlado no país através de unidades de saúde que monitoram a circulação do mesmo. Segundo a nota, a prevenção e o combate ao vírus se dá nas três esferas de governo - municipal, estadual e federal - por meio de campanhas de vacinação, distribuição de medicamentos e monitoramento epidemiológico de pessoas infectadas e casos de óbitos no Brasil.

Conforme o ministério, os vírus que circulam no território nacional atualmente são o influenza A/H1N1pdm09, A/H3N2 e influenza B.

Dados sobre casos de influenza registrados no Brasil

Conforme informações divulgadas pelos órgão reguladores da saúde, foram registrados 286 casos de influenza no país, sendo que 62 deles em Goiás. Ao todo, 41 pessoas foram a óbito, sendo que 9 também eram moradores do mesmo estado, o que, segundo o Ministério da Saúde, explicaria as informações equivocadas que se disseminaram via WhatsApp.

Vírus existente no Brasil é o H3N2

Alberto Chebabo, infectologista do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ, o vírus que foi registrado no Brasil é o H3N2 e não H2N3, nomenclatura inventada, segundo ele, apenas para gerar pânico na sociedade.

O infectologista explica que os principais sintomas do H3N2 são febre, coriza, tosse seca e dores no corpo, podendo ser um quadro mais complexo se atingir idosos, crianças e pessoas com algum tipo de doença crônica.

No Brasil, há vários anos são lançadas campanhas de vacinação contra o influenza a fim de proteger a população e evitar epidemias.

A previsão é que a campanha deste ano inicia a partir da segunda quinzena de abril.

Confira a mensagem que está circulando sobre o suposto vírus H2N3

Leia também

No dia Mundial da Síndrome de Down, vídeo gravado por 50 mães e filhos emociona [VIDEO]

Sabe aqueles produtos de make-up expostos e à disposição para teste? Não use! [VIDEO]